Al Gore pede conferência no México em julho para concluir acordo sobre clima

COPENHAGUE - O ex-vice-presidente americano e prêmio Nobel da Paz por sua defesa do meio ambiente, Al Gore, pediu nesta terça-feira que os dirigentes mundiais voltem a se reunir na Cidade do México, em julho, para concluir o acordo sobre o clima que está sendo, atualmente, objeto de negociação, em Copenhague.

iG São Paulo |

Na última segunda-feira, Al Gore afirmou que os Estados Unidos devem fazer muito mais na luta contra o aquecimento global , e manifestou apoio ao presidente Barack Obama, que para ele já fez muito nesta área em menos de um ano.

"Os Estados Unidos devem fazer muito mais", declarou durante um debate na Cinemateca de Copenhague, organizado pela fundação GoodPlanet do fotógrafo francês Yann Arthus-Bertrand.

Gore, que está em Copenhague para participar na reunião de cúpula mundial da ONU sobre o clima, completou: "O que o presidente Obama fez em menos de um ano é formidável, comparado aos últimos oito anos".

Ele fez assim referência aos dois mandatos do republicano George W. Bush.

"O problema é que Barack Obama tem restrições para ir mais longe por causa das dúvidas do Congresso, mas, apesar disso, penso que tem feito muito, muito", destacou.

Ao explicar as dificuldades do presidente democrata na área do clima, Al Gore recordou que apesar de seu próprio partido controlar o Congresso, "existe uma forte resistência a reduzir profundamente as emissões de CO2". 


Clique aqui para ver o infográfico

Leia mais sobre acordo climático

    Leia tudo sobre: al gore

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG