Mateus Prado

Educador analisa o Enem, os vestibulares e o ensino brasileiro

Mateus Prado cursou Sociologia e Políticas Públicas na USP. É presidente nacional do Instituto Henfil e autor de livros didáticos. Presta assessoria em Enem

SiSU: Não estou na lista, ainda tenho chances de obter uma vaga?

Primeira lista de chamada do SISU não é o fim da linha para os alunos que não estão entre os aprovados

23/01/2011 20:51

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-

A primeira lista de chamada do SISU não é o fim da linha para os alunos que não estão entre os aprovados. Ainda teremos mais duas chamadas e uma lista de interesse que pode dar margem para muitas chamadas, em alguns casos mais que dez.

Uma das principais diferenças da classificação SISU para a dos vestibulares é que, no SISU, primeiro você sabe a sua nota e só depois escolhe o curso em que vai se inscrever, com a vantagem adicional de ter acesso às notas dos melhores colocados entre os concorrentes do seu curso. Isto faz com que muita gente se inscreva em cursos que não estão dispostos a fazer.

Se em um vestibular convencional um aluno de nota baixa ou média, desinformado, se arrisca em um curso de medicina ou direito, no SISU isto é pouco provável.

Após 2006, um ano depois do inicio do PROUNI, o ENEM teve seu maior aumento no número de inscritos. Desde esta época, o ENEM passou a ter a maioria dos candidatos fora da idade escolar. Uma boa parte destas pessoas não pode abandonar seus estados, ou até mesmo suas cidades.

O trabalho, a família e outros compromissos são mais importantes do que uma vaga em uma federal. Estes preferem, se a vaga não for perto de casa, cursar uma particular com a bolsa do PROUNI. E o PROUNI oferece, neste primeiro semestre, 40 mil vagas a mais do que o SISU.

Alguns alunos de escolas públicas acreditam que terão dificuldades financeiras para se manter em outros estados. Pouco se sabe sobre os programas de moradia estudantil e de bolsa aluguel para alunos de baixa renda.

A dificuldade financeira pode ser um limite já no dia de fazer a matricula. Vai ser fácil achar quem queira fazer sua inscrição e não encontra formas de arrumar dinheiro para a viagem, estadia e alimentação. Arrisco dizer até mesmo que alunos de escolas públicas terão mais dificuldades de providenciar toda a documentação do que os alunos das particulares.

As particulares de Ensino Médio comemoram cada aprovação de seus ex alunos, e as usam como propaganda. Facilitam para os alunos conseguirem os documentos. As públicas, em geral, cumprem a burocracia e não se sensibilizam com a necessidade imediata de um aluno que tenha, por exemplo, que conseguir uma segunda via de um certificado de conclusão.

Muitas Universidades Públicas devem divulgar suas vagas nos próximos dias. Só as estaduais paulistas aprovarão quase 20 mil pessoas em seus vestibulares. Boa parte destas pessoas estará também nesta lista de primeira chamada do SISU. Quando tiverem que optar por um curso, a maior parte ficará na USP, UNICAMP e UNESP.

Somam-se a estes os alunos que passarão em outras estaduais e nas mais de 20 federais que só usam a nota do ENEM parcialmente, como UFMG, UFSJ, UFJF, UFTM, UFRGS, UFS, UFV, UFO, UFOP, UFSC, a medicina da UNIFESP e tantas outras.

Tem uma parte dos inscritos que nem quer a vaga em que se inscreveu no SISU . Algumas famílias, mesmo com mais recursos financeiros, valorizam a proximidade de seus filhos.

O nome na lista de aprovação servirá somente para mostrar aos amigos e à família. Preferem até pagar uma particular a manter o filho longe de casa. Isto é ampliado quando, por exemplo, o aluno quer fazer direito ou administração e é aprovado no SISU em cursos menos concorridos, mesmo que da mesma área de conhecimento.

Um dos objetivos do SISU é justamente possibilitar a mobilidade dos alunos entre os estados brasileiros. O MEC considera isto importante para o processo educativo, para a integração nacional, para o intercambio de culturas e para o desenvolvimento econômico do País.

No ano passado, realmente tivemos um número percentual mais alto, entre os aprovados no SISU, em relação aos vestibulares,de quem foi cursar faculdade fora do estado onde mora. Segundo o MEC, 20% por cento dos alunos que se inscreveram no ano passado, depois de passar no SISU, estavam nesta condição. São os estudantes migrantes. Apesar de o índice ser alto, ele certamente é muito inferior ao índice de pessoas que passaram no SISU em faculdades fora de seu estado. Muitos passaram e não se matricularam. Antes do SISU havia uma preocupação com uma possível invasão paulista nas Federais de todo país e na consequente diminuição de aprovados dos outros estados.

A preocupação é decorrente de São Paulo ter poucas vagas em universidades federais - em comparação à sua população e à sua arrecadação, e à concentração da elite econômica neste estado. Realmente São Paulo tem poucos Federais. Eram duas, com a UFABC, agora são três. Minas Gerais tem onze, e muitas delas maiores que as de São Paulo. Apesar disto, a invasão paulista não ocorreu e muitos que passaram no SISU não foram fazer sua matricula.

Este ano, o SISU tem 83 mil vagas. Em 2010 eram 47 mil no primeiro semestre. Após a primeira chamada, quase metade dos aprovados não fizeram suas matrículas. A mesma tendência deve ocorrer este ano. Ao menos 30% das vagas que foram disponibilizadas nesta primeira chamada certamente voltarão na segunda.

Claro que esta proporção será maior, ou menor, em determinados cursos e em determinadas faculdades. Muita gente que vai fazer sua inscrição agora depois poderá mudar de curso ou optar por uma faculdade fora do SISU. O resultado, como esta coluna já havia publicado, é que os alunos ainda terão muitas chances nas duas próximas chamadas. E os que se mantiverem atentos aos calendários do MEC e das Faculdades onde estão inscritos ainda poderão colocar seu nome na lista de interesse para ficar à espera de uma vaga disponibilizada em mais um monte de chamadas.
 

  • Leia mais sobre:
  • sisu

Sobre o articulista

Mateus Prado - mateusprado@usp.br - Mateus Prado cursou Sociologia e Políticas Públicas na USP. É presidente nacional do Instituto Henfil e autor de livros didáticos. Presta assessoria em Enem

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    33 Comentários |

    Comente
    • Miriah | 30/05/2011 09:59

      Pode juntar as notass do enem do ano passado com o deste ano?

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Andréa | 23/02/2011 20:08

      Olá, adorei sua colocação sobre o SISU e gostaria de destacar por exemplo a Uerj que na verdade nem faz parte do SISU. Um certo noticiário, destacou o interesse da mesma em priorizar a inscrição de alunos do seu próprio Estado.
      Abraço,

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Alex Rodrigues | 08/02/2011 19:35

      Agora sim posso te agradecer.... OBRIGADÃO
      fui classificado na vaga que pleiteava, estava com a nota próxima à de corte e segue a idéia do seu texto anterior. Se eu nao tivesse lido seu texto, certamente iria optar por uma carreira que nao seria do meu interesse, só para garantir uma vaga, tive paciência e consegui.
      Continue nos orientando... estarei sempre atento as colunas do IG

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • clarice generoso | 06/02/2011 11:44

      fiz 432 de pontuação na prova do enem quero saber se tenho chance de consrguir alguma vaga para ingressar numa universidade, preciso saber qual o curso que não é de corte

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Hérica | 03/02/2011 18:07

      Na primeira chamada fiz opção pelo um curso mais alto que minha média pois não conseguia ver outros que dava erro,mas estou sabendo agora que vai haver a segunda chamada como faço para mudar de curso?

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • ERIVELTON CAVALCANTI | 01/02/2011 23:59

      Gostaria de saber se,eu poderia trocar o curso na etapa da segunda chamada...Tipo assim escolhi Quimica e Ciencias Biologicas na primeira chamada,mais ai queria trocar quimica por Administração tem como isso acontecer,o que vejo no site do SISU é que dia 03 começam as inscrições mais ai vi um anunciado relatando que a lista da segunda chamada saira na sexta! Queria saber se tem como eu trocar de curso ainda...


      POR FAVOR ALGUÉM AJUDA AI

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Erivelton Cavalcanti | 01/02/2011 23:57

      Gostaria de saber se,eu poderia trocar o curso na etapa da segunda chamada...Tipo assim escolhi Quimica e Ciencias Biologicas na primeira chamada,mais ai queria trocar quimica por Administração tem como isso acontecer,o que vejo no site do SISU é que dia 03 começam as inscrições mais ai vi um anunciado relatando que a lista da segunda chamada saira na sexta! Queria saber se tem como eu trocar de curso ainda...


      POR FAVOR ALGUÉM AJUDA AI

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Toni | 01/02/2011 12:37

      Prezado Sr. Mateus,
      Quero agradecer pelo seu artigo acerca do Sisu. Escrevi um comentário e mandei para a televisão do meu estado, mas não sei dizer se eles leram ou não.
      O meu ponto de vista era mesmo acerca do que estas relatando no seu artigo. acrescentando eu colocava a seguinte pergunta: que é beneficiado no SISU? as pessoas de classe baixa, média ou alta? e o que vejo mesmo as pessoas de classe alta só saem dos seus estados para outro se estiver aprovado em medicina ou direito e o restos do cursos não.
      também fiz o calculo para uma pessoa de classe baixa se ele poder sair dum estado para outro o que ele vai gastar (moradia=300,00; alimentação 200,00; material escolar e de higiene= 200,00 e transporte = 150,00) este poderia ter a renda de 1000,00 reais mensal no minimo para as suas despesas e um curso na sua numa faculdade do seu estado não custa mais de 700,00 reais. será que este vai preferir estudar numa faculdade federal e gastar muito do que estudar numa particular e gastar pouco?
      creio que são situações que o governo pode avaliar. Nos vestibulares a maioria dos candidatos eram do mesmo estado, mas no Sisu são de diversos estado e aqueles que nao tem condições financeiras aprovam mas nao conseguem fazer o curso.
      abraço a todos

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Geovane Pedro | 30/01/2011 16:45

      Realmente é difícil e angustiante para o candidato ter paciencia no decorrer das chamadas do SISU, surge a incerteza de não ser aprovado por haver inumeros estudantes na sua frente no ranking.No entanto, o sistema por ser muito dinamico e por permitir duas inscrições por pessoa, fica complicado ter uma noção de aprovação em determinado curso, já que as notas de corte, (como já defendeu o colunista desta matéria) ficam completamente distorcidas para comparação.Portanto, a única maneira "estressante", porém, sensata, é aguardar o decorrer das chamadas, e deve-se levar em conta que ao mesmo tempo do SISU estão por aí inúmeras vagas a serem ocupadas no PROUNI, nas universidades que não participam do ENEM; estudantes que ocuparam estas vagas certamente participaram do SISU.

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Beatriz | 30/01/2011 14:37

      Olá, gostaria de parabenizá-lo por textos que realmente mostram a realidade do aluno brasileiro, acredito que seja o único a fazer isso.
      Eu acho o sistema de seleção unificada extremamente importante para um país que queira desenvolver o ensino superior, realmente essencial para a melhoria da educação.
      Porém acredito que o fato de as matrículas serem feitas exclusivamente na instituição na qual o estudante foi aprovado, um empecilho para que o mesmo consiga estudar em uma universidade federal, pois o tempo entre a divulgação dos resultados e o início das matrículas é pequeno e, muitas vezes, os alunos não têm condições de viajar e se manter no local durante o período de matrículas.
      Penso que as matrículas poderiam ser feitas pela internet e o envio de documentos poderia ser efetuado pelo correio, prática já realizada em universidades como a UEM.
      Seguindo a mesma lógica, penso também que as universidades públicas, pelo menos, poderiam estabelecer uma data única para a divulgação dos resultados, pois evitariam, assim, matrículas em diversas instituições pelo estudante, facilitando até mesmo, a rodagem da lista de espera e evitaria transtornos para a faculdade na qual o aluno se matrriculou, mas depois cancelou, devido à sua aprovação em uma instituição de sua preferência.

      Responder comentário | Denunciar comentário
    1. Anterior
    2. 1
    3. 2
    4. 3
    5. 4
    6. Próxima

    Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!




    *Campos obrigatórios

    "Seu comentário passará por moderação antes de ser publicado"


    Previsão do Tempo

    CLIMATEMPO

    Previsão Completa

    • Hoje
    • Amanhã

    Trânsito Agora

    INDICADORES ECONÔMICOS

    Câmbio

    moeda compra venda var. %

    Bolsa de Valores

    indice data ultimo var. %
    • Fonte: Thomson Reuters
    Ver de novo