Mateus Prado

Educador analisa o Enem, os vestibulares e o ensino brasileiro

Mateus Prado cursou Sociologia e Políticas Públicas na USP. É presidente nacional do Instituto Henfil e autor de livros didáticos. Presta assessoria em Enem

Saber usar o SISU pode fazer a diferença para entrar na faculdade

Com sistema mais estável, cresce o dilema entre fazer inscrição no curso preferido ou no que tem nota para entrar

19/01/2011 15:37

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-

Depois de muita confusão, o SiSU parece começar a se estabilizar. As notas de corte começam a ficar maiores, bem próximas do que serão após seu fechamento, na noite do dia 20. Alguns candidatos já perdem as esperanças de serem aprovados no curso dos sonhos e vivem o dilema entre deixar sua inscrição na opção preferida ou fazê-la em uma graduação para qual têm nota pra passar. Outros simplesmente passam por todas as notas de corte, até encontrar um lugar onde sua nota pode garantir uma vaga. Quando pode.

O aluno que hoje tem nota para passar em algum curso, ou nota muito próxima, precisa pensar bem suas estratégias para amanhã. Saber usar o SISU poderá ser a diferença entre entrar, ou não, no ensino superior público. Já na segunda chamada, mais de 30% das vagas estarão novamente à disposição e, desta vez, com nota de corte menor. No ano passado, quando o SiSU ofereceu menos vagas no primeiro semestre (cerca de 48 mil, contra as 83 mil atuais), quase 50% de quem passou na primeira chamada não apareceu para fazer sua inscrição. Depois das várias chamadas e da lista de espera, ainda sobraram mais de 7 mil vagas. Teremos este ano três chamadas e o aluno que declarar interesse poderá participar delas.

Acompanhe o raciocínio: preocupada em garantir uma vaga, grande parte dos alunos que não possuía nota suficiente para seu curso de preferência vai se inscrever em outras opções. Por exemplo, se um aluno quiser fazer direito, mas não tiver média suficiente e visualizar isso no sistema, pode mudar o curso e optar por fazer pedagogia ou ciências sociais, nos quais sua nota é suficiente. Outros candidatos que se inscreveram em cursos fora do seu Estado poderão não ter interesse em morar longe de casa. No ano passado, só 20% dos inscritos foram para uma faculdade em um Estado diferente do seu.

Nos dois casos, algumas pessoas que tiveram notas razoáveis no Enem simplesmente entraram na disputa por uma vaga para ver se podiam ser aprovadas. Vão encontrar seu nome na lista de aprovados, mostrar para os amigos, familiares e nada mais. Somam-se a isso as universidades públicas que não selecionam pelo sistema e divulgarão sua lista nos próximos dias. Quem, por exemplo, for aprovado na USP e em algum curso do sistema de seleção pode optar pela estadual paulista. A mesma coisa vale pra quem entrar na UFMG, na UFRGS, na UFJF, na UFSC, na UFTM, na UFV, na UFRJ pelo vestibular, na UERJ, na UFS, no PROUNI, entre tantas outras opções.

Também tem a questão de os alunos poderem concorrer, simultaneamente, a duas vagas no SISU. Isto distorce completamente a nota de corte e deixa os alunos sem parâmetros para comparação. Um aluno de nota alta que quer Medicina provavelmente se inscreveu em duas opções em que terá nota pra ser chamado, mas só será chamado em uma. Alguns alunos hoje passam só em seu curso de segunda opção, mas quando o sistema fechar, muitas pessoas podem ter como segunda opção o curso que ele quer como primeira. Automaticamente estes alunos saem desta lista de chamada, a nota de corte cai e este aluno melhora sua posição na classificação.

O raciocínio é um pouco difícil de entender, mas vamos com um exemplo mais claro. O curso de Medicina oferece cerca de 1300 vagas no SISU. A grosso modo, podemos dizer que os 650 alunos com as melhores notas, dos que querem Medicina, se inscreveram em duas opções e podem estar classificados nas duas. Na hora de se inscrever, cada candidato é considerado, para critérios de classificação, como se ele fosse duas pessoas distintas. Na hora que sair a lista de chamados, ele será uma só. Não pode um aluno cursar Medicina em Pelotas e na Faculdade de Saúde do Rio Grande do Sul ao mesmo tempo, mas hoje ele pode concorrer aos dois.

O resultado de tudo isto é que os candidatos ainda terão muitas chances de entrar em uma Federal. Mas será necessário muita atenção e paciência, por que as notas de corte atuais são péssimos, porém os únicos, parâmetros para a decisão.

Sobre o articulista

Mateus Prado - mateusprado@usp.br - Mateus Prado cursou Sociologia e Políticas Públicas na USP. É presidente nacional do Instituto Henfil e autor de livros didáticos. Presta assessoria em Enem

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    80 Comentários |

    Comente
    • Maiara | 25/02/2011 15:02

      Eu achei um absurdo o que o ensino hoje está proporcionando.

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Andréa | 15/02/2011 19:16

      Olá,
      Penso que não posso mudar o curso que pretendo fazer por não ter a nota de corte exata, minha nota ficou menor, mas se eu for chamada estarei realizando o sonho da minha vida. Afinal, tenho esperança e acredito que vou conquistar o meu objetivo sem me desviar dele.
      Abraço,

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • mayara | 29/01/2011 02:49

      seu texto é exatamente o que eu pensava,conheço pessoas que tiveram notas maiores que a minha,mas só por que a nota de corte estava alta,decidiram mudar o curso e ja estão se matriculando.Eu,a todo momento,pensei da mesma maneira que você:ainda tenho esperanças com as próximas chamadas.
      Mas,estou em duvida em uma coisa:vamos poder mudar o curso ou a instituição nas próximas chamadas?ou serão os mesmos?

      obg ;)

      Responder comentário | Denunciar comentário
      Maiara | 25/02/2011 15:00

      Eu acho que não, porque se tiver muitas pessoas interessadas no mesmo curso que voce está matriculado, e com a nota maiores que a sua, vai passando na sua frente.

      Denunciar comentário
    • marriane | 24/01/2011 10:31

      aqui diz q o aluno q declarar interesse poderá ficar na lista de espera p/ segunda chamada...
      como faço isso? como posso declarar interesse?

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Leonardo | 24/01/2011 02:36

      O curso "X" tem 80 vagas e a nota de corte do curso é 625 e o candidato tira 592,56, há chances dele ser reclassificado?

      Quem puder responder, AGRADEÇO!

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • MARINA | 21/01/2011 13:09

      Há muita coisa a ser melhorada pela secretaria de educação. Textos assim precisam ser mais discutidos e divulgados para que possamos aperfeiçoar o ENEM; o SiSU e outras ferramentas. Os sistemas de comunicação e informação atuais não estão funcionando aqui, apesar de tanta tecnologia disponível. É lamentável. Por que não estudarmos nota de corte do SiSU em nossas aulas de matemática dos cursinhos e escolas de ensino médio? Talvez esse fosse um começo.

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Aline Lima | 20/01/2011 20:11

      Concordo plenamente com o colunista Mateus, se todos os estudantes tivessem essa consciência, não estariam sobrando vagas como ocorreu no ano passado, infelizmente a minha nota está abaixo da nota de corte, mas nem por isso que vou desisti do curso de Enhenharia Sanitária e Ambiental na UFRB.

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Elizangela | 20/01/2011 16:04

      Muitooo bom esclarecer assim de vez em quandoo !! mas mesmo assim too com medo de naõo passar Booa sorte a todos !!!

      Responder comentário | Denunciar comentário
    • Anonimo | 20/01/2011 14:52

      É verdade com esta reportagem fantástica ,serve-se de inspiração bem como o consolo,.após a um exame repleto de surpresas a unica forma de seguir na caminhada rumo a uma instituição de cunho publico/estadual é a esperença,pois só assim teremos dias melhores(que mude a estrutura organizacional-educacional Brasileira)

      Responder comentário | Denunciar comentário
    1. Anterior
    2. 1
    3. 2
    4. 3
    5. 4
    6. Próxima

    Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!




    *Campos obrigatórios

    "Seu comentário passará por moderação antes de ser publicado"


    Previsão do Tempo

    CLIMATEMPO

    Previsão Completa

    • Hoje
    • Amanhã

    Trânsito Agora

    INDICADORES ECONÔMICOS

    Câmbio

    moeda compra venda var. %

    Bolsa de Valores

    indice data ultimo var. %
    • Fonte: Thomson Reuters
    Ver de novo