Alguns sites avisam que entraram em falência e, outros, que vão pagar parcelado

'Zebras' no Brasileirão, como a vitória do Avaí sobre o Grêmio, prejudicaram equilíbrio em sites de apostas
Reprodução
'Zebras' no Brasileirão, como a vitória do Avaí sobre o Grêmio, prejudicaram equilíbrio em sites de apostas

Empresas de sites de apostas no Brasil estão em desespero - a maioria delas ilegais, porque a aposta, mesmo na internet, ainda sem regulação é considerada contravenção penal.

Isso porque na última quarta-feira (12) todos os times ‘azarões’ na rodada do Brasileirão venceram.  Neste caso, quem apostou nestes times, ganhou muito. A maioria dos sites que quebraram são do Nordeste. Teve apostador que pagou R$ 10 e saiu com R$ 23 mil no bolso.

Começou na quinta-feira a circular em grupos de apostadores via Whatsapp a lista de sites de apostas e o tamanho dos seus prejuízos. Um deles terá de pagar R$ 7 milhões. Outro, o mais conhecido do País, teve prejuízo, ainda não confirmado, de R$ 123 milhões. No Nordeste, os donos dos sites avisaram que quebraram e não vão pagar.

O pior disso é que os ganhadores que eventualmente sofreram prejuízos por não receber o prêmio não poderão reclamar na Justiça.

Leia também: Alvos da Justiça barraram denúncia contra Temer na CCJ da Câmara

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.