Osmar Serraglio e Rodrigo Pacheco são os cotados para ‘vice-ministro’

O PMDB não quer deixar barato para os tucanos a ‘posse’ do Palácio da Justiça. Pressiona o presidente da República, Michel Temer, para criar um cargo de ‘vice-ministro’ para um nome do partido.

 Alexandre de Moraes, o ex-ministro, era filiado ao PSDB até duas semanas atrás
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 24.1.17
Alexandre de Moraes, o ex-ministro, era filiado ao PSDB até duas semanas atrás

Os cotados são da bancada do partido na Câmara: os deputados Rodrigo Pacheco (MG) ou Osmar Serraglio (PR), amigo e ex-aluno de Temer. 

Enquanto isso, fica cada dia mais claro que a pasta continuará nas mãos de um nome do PSDB (Alexandre de Moraes, o ex-ministro, era filiado ao partido até duas semanas atrás).

O senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG), padrinho da indicação de Carlos Velloso para o Ministério, visitou a pasta três vezes nos últimos dias, o que causou muitos rumores nos corredores. 

Segundo assessoria, o senador foi cuidar de projetos de segurança pública que a pasta analisa.