Colonos judeus são acusados de matar jovem palestino

Ramala (Cisjordânia), 14 mai (EFE).- Colonos judeus dispararam e mataram um adolescente palestino de 14 anos na noite desta quinta-feira, segundo moradores de uma aldeia da Cisjordânia, que encontraram seu corpo quatro horas após a morte.

EFE |

Ramala (Cisjordânia), 14 mai (EFE).- Colonos judeus dispararam e mataram um adolescente palestino de 14 anos na noite desta quinta-feira, segundo moradores de uma aldeia da Cisjordânia, que encontraram seu corpo quatro horas após a morte. O jovem levou um tiro nas costas, e a bala atingiu o coração, segundo fontes médicas que examinaram o corpo. Outros jovens palestinos que estavam com Zeben no momento em que ele foi atingido disseram que colonos judeus dispararam contra eles e que, após os disparos, o jovem não voltou para casa, e por isso a família iniciou uma busca, que demorou quatro horas. A imprensa israelense informa que os colonos dispararam contra os palestinos depois que seu veículo foi apedrejado por eles em uma estrada da Cisjordânia. Um porta-voz da Polícia israelense disse à agência Efe que foi aberta uma investigação para esclarecer as circunstâncias do fato e apontou que "não está claro o que aconteceu". A fonte policial não confirmou se o disparo que matou Zeben está relacionado com o apedrejamento de um veículo de colonos na região. Há cerca de dois meses, um palestino de 16 anos morreu em uma aldeia próxima a Nablus durante um confronto com soldados israelenses. O Exército israelense afirmou então que palestinos tinham atirado dezenas de pedras contra uma unidade que operava na localidade palestina, e que responderam para dispersar a multidão, mas que não usaram balas reais, mas tiros de festim. EFE nm-db/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG