Cientistas latino-americanos entre os finalistas do Whitley 2010

Londres, 9 mai (EFE).- Quatro cientistas latino-americanos estão entre os oito finalistas dos prêmios do Fundo Whitley para a Natureza, segundo anunciou essa instituição.

EFE |

Londres, 9 mai (EFE).- Quatro cientistas latino-americanos estão entre os oito finalistas dos prêmios do Fundo Whitley para a Natureza, segundo anunciou essa instituição. A colombiana Angela Maldonado foi selecionada por sua busca de fontes alternativas de renda para as comunidades que vivem na fronteira entre Peru, Colômbia e Brasil, de modo que possam renunciar à captura ilegal de macacos para pesquisas biomédicas. Diego Amorocho, também colombiano, mostra às comunidades de pescadores do Pacífico como reduzir as capturas acidentais de tartarugas marinhas e a se transformarem em seus principais benfeitores, lucrando como conservacionistas. A uruguaia Susana González tenta salvar os cervos dos pampas e investir na tendência que reduziu esses gramados naturais para só 1% da superfície que ocupavam em 1900. O argentino Pablo Borboroglu, o quarto dos finalistas latino-americanos, foi selecionado por utilizar pingüins como embaixadores da conservação oceânica e destacar assim a urgência de proteger à fauna marinha das ameaças da pesca, das marés negras e da mudança climática. Os demais finalistas são de países africanos como Camarões e Uganda, da Mongólia e de Papua Nova Guiné. Os prêmios Whitley são concedidos desde 1994 para qual anualmente concorrem ao menos cem conservacionistas do mundo todo. Seu objetivo é identificar às pessoas mais importantes na defesa do ambiente e ajudá-las em suas tarefas beneficentes tanto para a fauna e a flora quanto para as comunidades locais. O Whitley Gold Award, prêmio máximo, é de 60 mil libras (US$ 88,818 mil) e também são concedidos outros no valor de 30 mil libras (US$ 44,409 mil) totalizando uma quantia de 270 mil libras (US$ 399,681 mil). Na próxima sexta-feira à noite, os prêmios serão entregues pela princesa Ana da Inglaterra em uma cerimônia em Londres. EFE jr/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG