Zoo chinês casa carneiro com veado no Dia dos Namorados

Aproximação não convencional tornou animais populares no País

BBC Brasil |

selo

AFP
'Relacionamento' tornou Changmao e Chunzi populares junto aos visitantes do parque
Um zoológico do sudoeste da China marcou o "casamento" entre um carneiro e um veado para o próximo dia de São Valentim, comemorado como dia dos namorados em diversos países, segundo informa a mídia estatal chinesa.

O "relacionamento não convencional" entre o carneiro Changmao e o veado-fêmea Chunzi tornou os animais populares junto aos visitantes do zoo.

De acordo com a agência de notícias China News Service, o Parque Provincial de Vida Selvagem de Yunnan, na cidade de Kunming, venderá ingressos para o "casamento".

Pelo menos 500 entradas, no valor de 66 yuan (R$ 18), serão colocadas à venda, segundo o jornal China Daily. Para o evento, os animais serão vestidos em "roupas de casamento".

Apesar de sua união, Changmao não tem sido exatamente fiel a Chunzi. Em novembro passado, as autoridades do zoológico separaram o "casal" e levaram o carneiro para cruzar com a única ovelha do parque, o que deu origem a um filhote.

Leia mais:
Fêmea provoca separação de ‘pinguins gays’ de Toronto
Híbridos podem florescer onde seus pais temem pôr os pés

No entanto, quando os funcionários do zoo colocaram Changmao com seu filho e a ovelha, ele ficou violento. Chunzi, por sua vez, se espremeu para atravessar a cerca e ficar perto do carneiro.
O "casal" foi criado junto em um grupo de animais no parque. "Nós os colocamos juntos porque são herbívoros", afirmou Liu Gencheng, uma autoridade do parque, segundo a agência Xinhua.

Afeto
Funcionários notaram que o carneiro e o veado eram afetuosos um com o outro. Chunzi era frequentemente visto lambendo o pelo de Changmao, e este atacava os machos que se aproximavam de sua "companheira".

O "casal" ficou famoso depois que uma rede de TV local realizou uma reportagem a seu respeito.

Em chinês, Changmao quer dizer "cabelo comprido", enquanto Chunzi significa "pura".

Cientistas estão aconselhando o público a não colocar muitos significados humanos sobre o comportamento dos dois animais, alegando que deixá-los sozinhos é a melhor opção.

    Leia tudo sobre: geral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG