Yale quer fechar acordo com Peru por peças arqueológicas

Presidente peruano anunciou no domingo que quer a devolução de peças incas que estão em posse da universidade

EFE |

Getty Images
Disputa arqueológica: Peru quer de volta peças procedentes de ruínas incas de Machu Picchu
A Universidade de Yale advertiu hoje (25) que a disputa com o Peru por peças arqueológicas procedentes das ruínas incas de Machu Picchu "não se resolve com ameaças" e reiterou sua disposição na busca de uma solução amistosa.

O presidente do Peru, Alan García, anunciou neste domingo uma nova campanha para conseguir a devolução de milhares de peças retiradas há um século das ruínas nos Andes pelo explorador Hiram Bingham e entregues a essa universidade em Connecticut (Estados Unidos).

O primeiro-ministro peruano, José Antonio Chang, anunciou que o país pretende iniciar um processo contra a instituição americana e García declarou apoio a decisão.

"Ao longo da disputa recente com o Peru sobre os objetos retirados de Machu Picchu, a Yale deixou claro sua disposição em negociar uma resolução amistosa com o Governo peruano", indicou um comunicado da universidade.

Segundo a declaração de setembro de 2007, Yale e governo peruano assinaram um memorando de entendimento que o "Peru depois repudiou e iniciou uma ação civil contra a universidade em um Tribunal Federal dos EUA". A reivindicação civil está pendente.

A universidade emitiu atualmente um comunicado que afirma que o anúncio do Governo de iniciar ações legais "contra ela e seu presidente são um obstáculo e não um convite para o acordo".

"Esta disputa não pode ser resolvida com ameaças", acrescentou o comunicado. "Se o Governo do Peru chegou à conclusão de que sua reivindicação legal nos EUA não terá êxito, esta é uma razão para chegar a uma resolução amistosa, e não para iniciar processos legais sem fundamento".

"Se for retirada a ameaça, a Yale segue disposta a solucionar esta disputa de maneira que reflita os interesses de ambas as partes", indicou a declaração.

    Leia tudo sobre: arqueologiaperuyaleincamachu picchu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG