Vídeo: uísque passa 100 anos congelado na Antártida

Especialistas vão examinar a bebida para descobrir seu estado de preservação

BBC Brasil |

selo


Em 1909, um grupo de exploradores britânicos liderado por Ernest Shackleton desistiu de chegar ao Polo Sul e abandonou o acampamento no Círculo Polar Antártico. Mais de cem anos mais tarde, cinco valiosas caixas deixadas na cabana foram recuperadas: um tesouro na forma de vinho do porto, brandy e uísque.

Lentamente, especialistas descongelaram o uísque MacKinlays envelhecido por mais de cem anos para ser analisado na Escócia. As caixas passaram mais de cem anos em temperaturas negativas.

O mestre artesão Richard Patterson afirmou acreditar que o uísque tenha sido preservado por ter ficado mais de cem anos em temperatura constante sob o gelo. "Mas só vou ter certeza quando testar", disse.

Para preservar a garrafa, será usada uma seringa para retirar o líquido. O próximo passo será analisar a bebida, descobrir a mistura exata usada pelos mestres do passado e quem sabe até trazê-la de volta aos bares.

O jornalista Dave Broom, da revista Whisky disse à BBC acreditar que esta é uma "oportunidade notável" de se recuperar um estilo de uísque perdido no tempo.

"As receitas e os ingredientes são conhecidos, mas pouco se sabe sobre como era o gosto dele." E é justamente essa rara oportunidade de voltar no tempo que agora se abriu aos especialistas escoceses.

    Leia tudo sobre: antártidauisqueexpedição shackleton

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG