Vídeo: Cientistas desenvolvem nariz artificial

Aparelho eletrônico será usado para farejar bombas, substâncias tóxicas e também poderá ajudar no diagnóstico de Alzheimer

iG São Paulo |

Um grupo de cientistas espanhóis desenvolveu um nariz artificial, que cabe na palma das mãos, e é capaz de farejar bombas, incêndios, substâncias tóxicas e também poderia ajudar no diagnóstico de doenças como o Mal de Alzheimer.

Segundo os investigadores da Universidade Autônoma de Madri, o aparelho eletrônico já é utilizado para fins médicos.

"Um dos sintomas dos pacientes que sofrem Alzheimer é a perda de olfato. Por isso, esse aparelho poderia ajudar a diagnosticar a doença", explica Norberto Malpica, da Fundação Cien-Reina Sofia.

    Leia tudo sobre: tecnologianariz artificial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG