Yang Guang e Tian Tian ainda estão em fase de adaptação ao zoo de Edimburgo

selo

Um casal de pandas chineses está se adaptando ao zoológico de Edimburgo, na Escócia, para onde foi transferido no início de dezembro.

Após uma semana, o macho Yang Guang, cujo nome significa "Raio de sol", saiu da jaula para conhecer os arredores.

Ele e a fêmea Tian Tian, nome que significa "Docinho", são as novas estrelas do zoológico escocês. Ambos têm acesso a sua própria caverna, seus próprios locais para exercitar-se e bambu à vontade.

Os dois pandas só se encontram para o acasalamento durante alguns dias no ano. Na maior parte do tempo, gostam de dormir e comer bambu. Yang Guang consome cerca de 30 quilos do vegetal todos os dias.

Leia mais:
Panda de zoológico americano está com gravidez psicológica
Panda mais velho do mundo morre em zoológico na China aos 34 anos
Vídeo: Segundo bebê panda nasce no zoo de Viena
Vídeo: Panda mata pavão em zoológico chinês
China vai começar censo do panda gigante

O zoológico gastará R$ 200 mil por ano com o bambu e R$ 1,7 milhão anualmente pelo empréstimo dos pandas, além dos R$ 1,4 milhão gastos na construção das jaulas.

Mas os administradores esperam que o custo seja compensado pelo número de visitantes, que pode dobrar já no primeiro ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.