Vídeo: Cães de três patas participam de estudo de robótica

Pesquisadores estudam como os cachorros compensam a falta de um dos membros para criar robôs mais eficientes

BBC Brasil |

selo

Cientistas alemães filmaram e estudaram o modo de andar de cães que tem apenas três patas para desenvolver novos robôs.

Os pesquisadores da Universidade de Jena, na Alemanha, filmaram os cães em vários ângulos, e com câmeras de alta velocidade, enquanto eles caminhavam em esteiras, para descobrir como os cães compensam a falta de uma das patas.

Com isso, eles esperam desenvolver robôs que consigam não apenas caminhar, mas também se adaptar como os cães no caso de perda de um dos membros. Todos os cães que participaram da pesquisa já tinham perdido uma pata, da frente ou de trás, devido a acidentes ou ferimentos.

Enquanto eram filmados com câmeras de alta velocidade e infravermelhas, os cientistas fixaram pontos reflexivos no pelo dos cães, o que permitiu analisar os movimentos de partes diferentes do corpo do animal.

Veja o vídeo:



Inspiração
"No final do projeto, espero que tenhamos alguns robôs que serão bem mais eficientes em ambientes desconhecidos", disse Martin Gross, da Universidade de Jena, que liderou o estudo, à BBC. "Algo pode acontecer com os robôs e eles podem perder um membro."

Gross afirma que se inspirou no cão de estimação de seu irmão, que tem apenas três patas, para usar os animais em sua pesquisa de biomecânica. "O cão com apenas três patas é ainda mais rápido do que todos os outros cães dele", afirmou. O estudo foi apresentado na Reunião Anual da Sociedade de Biologia Experimental, em Praga.

    Leia tudo sobre: robóticacães

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG