De acordo com cientistas, o aquecimento global e o excesso de pesca poderá aumentar o número de águas-vivas nos oceanos

selo




Na costa norte do país, na época mais movimentada do verão, banhistas estão sendo alertados para milhares de caravelas portuguesas, que têm tentáculos de até 10 metros de comprimento.

Mais de 300 pessoas foram feridas nas últimas três semanas.

No outro lado do país, as praias do mediterrâneo também estão enfrentando um problema semelhante, uma invasão de pequenas águas-vivas.

Pelo menos 700 pessoas foram feridas na última semana.

Autoridades temem que o problema piore no futuro.

Segundo cientistas, o aquecimento global e o excesso de pesca poderá aumentar o número de águas vivas em novos locais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.