Vaticano reage com cautela a células sintéticas

Para a Santa Sé, ainda é preciso saber mais sobre o caso

EFE |

O Vaticano reagiu hoje com cautela ao anúncio feito nos Estados Unidos sobre a produção de uma célula artificial , e o porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi, disse ser "necessário saber mais" do tema para falar.

"É necessário esperar, para saber mais do caso", se limitou a afirmar à imprensa Lombardi.

Da mesma forma, o presidente emérito da Academia Pontifícia para as Ciências, o prelado Elio Sgrecia, usou também hoje a palavra "cautela" para comentar o assunto.

A equipe de genetistas americanos anunciou ontem a produção, pela primeira vez, de uma célula controlada por DNA elaborado pelo ser humano, um passo que deixa a ciência mais próxima de criar vida artificial.

    Leia tudo sobre: genéticavaticano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG