Universidade nega racha com Instituto de Neurociências

Universidade Federal do Rio Grande do Norte continua parceira do Instituto de Neurociências apesar da divergência entre cientistas

iG São Paulo |

Flavio Moraes/Fotoarena
Nicolelis durante entrevista ao iG em Paraty: divergências pessoais com pesquisadores do Instituto de Natal
A Universidade Federal do Rio Grande do Norte disse hoje em nota que pretende manter a parceria de oito anos com o Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra (IINN) e a Associação Alberto Santos Dumont de Apoio à Pesquisa (AASDAP). De acordo com o comunicado, não existe nenhum conflito institucional, senão algumas divergências pessoais de pesquisadores.

Em entrevista coletiva hoje em Natal, a reitora da UFRN, Ângela Paiva, disse que o projeto é estratégico não só para a universidade, mas para o Brasil.

Uma matéria publicada hoje no jornal Folha de São Paulo anunciou o racha entre os neurocientistas Sidarta Ribeiro e Miguel Nicolelis, ambos fundadores do IINN. De acordo com o jornal, o conflito teria culminado com a transferência de equipamentos para a UFRN e na saída de outros dez integrantes da equipe do Instituto, restando apenas Nicolelis e o chileno Rômulo Fuentes.

A reitora afirmou que só foram retirados do IINN os equipamentos que estavam sem utilização e que a transferência foi algo acordado anteriormente.



Leia mais:
Entrevista: Miguel Nicolelis quer espalhar ciência pelo Brasil
Congresso mostra avanços em braços biônicos
Miguel Nicolelis dedica prêmio científico a seus professores
Mercadante anuncia Comissão do Futuro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG