União Europeia inicia no sistema de navegação por satélite

Serviço contribuirá na redução de atrasos de voos e vai permitir a economia de combustíveis na aviação

EFE |

A União Europeia (UE) estreia nesta quarta-feira (2) o sistema de navegação por satélite EGNOS para aviação, prévio ao lançamento do Galileu, alternativa ao GPS americano.

O serviço, que será apresentado oficialmente em Londres nesta tarde, ajudará a reduzir os atrasos e cancelamentos de voos e permitirá economizar combustível, ao facilitar o planejamento de percursos mais curtos, e consequentemente reduzir as emissões de CO 2 .

Com esta tecnologia, de livre acesso, os aeroportos poderão aumentar sua capacidade global e baixar os custos, como explicou a Comissão Europeia em comunicado.

O comissário de Indústria europeu, Antonio Tajani, assinalou na nota que o novo serviço "apresentará vantagens econômicas aos aeroportos e companhias aéreas e contribuirá à redução das emissões de CO 2 ".

A aplicação na navegação aérea reduzirá os riscos de segurança, ao facilitar com precisão, inclusive, em caso de meteorológicas adversas.

Bruxelas destacou o baixo custo, já que o sinal de EGNOS é gratuito e só requer um receptor a bordo, sem necessidade de estrutura terrestre.

    Leia tudo sobre: AviaçãoemissõesCO2

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG