Umidade amazônica provoca desastre no Rio Grande do Sul

Alta umidade no ar, topografia da região e chegada de frente fria foram os fatores responsáveis pelo vendaval na serra gaúcha

Maria Fernanda Ziegler, iG São Paulo |

Divulgação
Árvore destrói cerca de casa no bairro de Santa Terezinha
Ventos fortíssimos, de 124km/h, destruíram mais de 300 casas na Serra Gaúcha, na noite de quarta-feira (21/07). O vendaval foi causado por uma série de fatores. Ventos na parte mais alta da atmosfera transportaram umidade da Amazônia para a região. De acordo com medições do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), na terça-feira (20/07) o nível de umidade em Canela (medido por um índice chamado temperatura do ponto de orvalho) era de 2º. No dia seguinte, dia ao vendaval, o índice era de 13°.

Ocorreu também um forte aquecimento no ar um dia antes da chegada da frente fria vinda do Sul. A temperatura em Gramado e Canela subiu muito, de 14ºC foi para 24ºC, de um dia para o outro. Existe ainda outro fator relacionado com a topografia da região. Por estar na parte alta do Estado, ocorre o que os meteorologistas chamam de “levantamento do vento”, que vem do litoral e leva toda a umidade do mar para a Serra. “O vento acaba condensando”, explica.

Vendaval danifica mais de 300 casas na serra gaúcha

Embora o poder de destruição tenha sido muito forte, não se tratou de um tornado. Márcia Seabra, chefe da previsão do tempo do Inmet, explica que não houve sinais típicos do fenômeno, como árvores retorcidas e nem rastro de destruição pelo chão, embora os tornados se formem e se dissipem de maneira muito rápida, dificultando a análise do fenômeno.

A boa notícia é que está descartada a possibilidade de que um tornado ainda se forme, pois os ventos mais intensos já ocorreram. Um vendaval como o de ontem é atípico para esta época do ano, sendo mais comum no verão. “O Rio Grande do Sul tem uma condição mais favorável para tempo severo”, diz Márcia.

A previsão do tempo indica chuva e vento forte mais ao sul do estado, na região que faz fronteira com o Uruguai, a partir de domingo.

(colaborou Alessandro Greco, especial para o iG)

    Leia tudo sobre: vendavalrio grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG