Twitter funciona como termômetro do humor mundial, diz estudo

Pesquisadores analisaram 500 milhões de posts de 2,4 milhões de usuários do microblog e viram que humor na rede acompanha ciclo circadiano do corpo

Tatiana Tavares, especial para o iG |

Getty Images
Tela do twitter: em 140 caracteres, um registro do humor em diversos países
Ao redor do mundo, as pessoas acordam de bom humor, mas, na medida em que o dia avança, isso vai sendo modificado para, ao final, voltar às boas vibrações do início da jornada. E quem indica isso é o Twitter, o famoso microblog que arrecada cada vez mais usuários pelo mundo todo.

Depois de dois anos analisando posts no Twitter, conhecidos como tweets, pesquisadores da Universidade de Cornell concluíram que os efeitos do sono e o ciclo circadiano têm papel importante em emoções como entusiasmo, prazer, alerta, angústia, medo e raiva.

Conheça os twitters do iG

Se antes das redes sociais, era pouco provável que pesquisadores conseguissem balizar as emoções das pessoas ao redor do mundo, agora isso já é possível: os textos analisados foram escritos em inglês e postados por indivíduos em tempo real e por vontade própria, e não através de pesquisas.

O estudo, assinado por Scott Golder e Michale Macy, respectivamente aluno e professor de sociologia na Universidade de Cornell, analisou 509 milhões de tweets de 2,4 milhões de usuários do microblog em 84 diferentes países, de fevereiro de 2008 a janeiro de 2010. O estudo foi publicado nesta quinta-feira (29) na revista científica Science.

Leia também:
As pessoas estão usando a internet como memória externa

Internet favorece mobilização apartidária em regimes fechados
Sem saber, internautas ajudam a decifrar textos antigos

Golder e Macy utilizaram um software conhecido pelo nome de Linguistic Inquiry and Word Count para analisar os milhões de tweets. A partir dele, puderam dividir os textos em emoções positivas e negativas. A diferenciação entre uma categoria e outra foi feita entre tweets que continham palavras associadas a sentimentos positivos ou negativos.

Melhor humor pela manhã e à noite
O estudo demonstrou que há dois picos diários de emoções positivas: cedo pela manhã e próximo da meia-noite. Em geral, as pessoas acordam com bom humor, que vai vagarosamente sendo modificado ao longo do dia. Segundo os pesquisadores, o resultado reflete os efeitos do sono e do ciclo circadiano.

“Os padrões afetivos encontrados nos dias de semana e nos fins de semana são muito parecidos - um pico de emoções positivas pela manhã, com uma queda logo depois -, o que indica que a mudança de estado de espírito pode não ser uma resposta direta ao trabalho. No entanto, as pessoas costumam apresentar um humor melhor nos finais de semana do que durante os dias úteis, o que de certa forma contradiz isso e até pode indicar um efeito do trabalho sobre o humor”, disse ao iG Scott Golder, autor da pesquisa.

A diferença entre os dias úteis e os finais de semana, segundo a pesquisa, é que o pico de bom humor pela manhã ocorre cerca de duas horas depois nos dias de folga do que durante a semana, demonstrando que as pessoas efetivamente acordam mais tarde aos sábados e aos domingos.

Esses padrões foram verificados em todo o mundo, diferindo apenas em relação ao tempo e horário de trabalho - por exemplo, tweets positivos e picos de fim de manhã de humor foram mais proeminentes nas sextas e nos sábados nos Emirados Árabes, onde a semana de trabalho tradicional é de domingo a quinta-feira.

“Descobrimos que as mudanças de humor ao longo do dia são muito similares em diferentes culturas, o que é compatível com uma explicação biológica. Não exclui, no entanto, os fatores culturais semelhantes em todos os países e que, mais ou menos, determinam a hora em que as pessoas acordam e vão dormir”, salientou Golder. Veja no mapa abaixo a variação de bom humor por país no Twitter:

Science/AAAS
No mapa acima, a variação de tweets positivos por país: quanto mais vermelho, mais bem humorado

    Leia tudo sobre: twitterinternettecnologiahumor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG