Três garrafas de uísque são achadas após um século na Antártida

As garrafas foram encontradas em caixas congeladas na cabana usada pelo explorador inglês Ernest Shackleton em 1907

AFP |

Três garrafas de uísque conservadas por mais de 100 anos na Antártida, para onde foram levadas pelo explorador inglês Ernest Shackleton, foram repatriadas à Escócia para uma análise.

As garrafas estavam numa caixa encontrada no ano passado embaixo de uma cabana utilizada pelo explorador durante uma de suas primeiras expedições em 1907, e levam o selo da missão.

A caixa congelada com as garrafas de uísque Mackinlay foi inicialmente transportada à Nova Zelândia, para um descongelamento cuidadoso, antes de seguir para o proprietário da marca escocesa Whyte and Mackay.

Mesmo com a caixa congelada, devido à temperatura de cerca de 30 graus abaixo de zero, o uísque estava líquido quando a garrafa foi aberta.

O uísque foi provavelmente destilado em 1896 ou 1897, já que Shackleton deve ter escolhido uma bebida de 10 anos, o que atornaria uma das mais antigas do mundo.

Em 2010, também foram descobertas outras duas caixas de uísque e duas de conhaque, mas nesta ocasião elas foram deixadas no gelo.

"Nunca na história de nossa profissão tivemos uma garrafa de mais de 100 anos de antiguidade conservada no frio em um refrigerador natural", observou Richard Paterson, da destilaria Whyte and Mackay.

"É uma honra poder colocar minha experiência a serviço da análise deste precioso líquido", prosseguiu.

O uísque será examinado, cheirado e provado por seis semanas em condições científicas antes de ser enviado novamente à Antártida.

    Leia tudo sobre: GBAntártidabebidaswhiskycuriosa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG