Termina a escavação de controverso túnel em Jerusalém

Túnel liga a Cidade de Davi, um sítio arqueológico administrado por colonos judeus em bairro palestino a um parque arqueológico

AFP |

Arqueólogos israelenses concluíram a escavação de um túnel que passa sob as muralhas da Cidade Antiga de Jerusalém e desemboca na Esplanada das Mesquitas, um projeto polêmico que pode aumentar a tensão a região.

"Depois de obras que duraram sete anos, foi liberado o última trecho deste túnel de 600 metros de comprimento, que servia em particular para a drenagem das águas da chuva no período do segundo templo de Jerusalém", declarou à AFP um porta-voz do Departamento de Antiguidades de Israel.

Segundo ele, o túnel não passa sob o Monte do Templo, como os iraelenses chamam a Esplanada das Mesquitas, terceiro local sagrado do islã, após Meca e Medina.

De acordo com a imprensa israelense, as forças de segurança estão em alerta pelo temor de "distúrbios". Mas polícia desmentiu a informação.

O túnel liga a Cidade de Davi, um sítio arqueológico administrado por colonos judeus no bairro palestino de Silwan, ao pé das muralhas da Cidade Antiga, a um parque arqueológico ao sul da Esplanada das Mesquitas.

Silwan é cenário há meses de confrontos quase diários entre palestinos, colonos judeus e policiais.

A conclusão da obra do túnel foi atrasada em um ano por uma ordem da Corte Suprema israelense, após um recurso de habitantes palestinos de Silwan que consideravam que os trabalhos colocavam em perigo suas casas. Mas em 2009, a Corte rejeitou o recurso e as obras foram retomadas.

    Leia tudo sobre: IsraelPalestinosConflitoArqueologiaReligião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG