Sonda espacial da Nasa se aproxima de asteroide gigante

Nave não tripulada tem a missão de revelar os segredos do sistema solar através do estudo de grandes asteroides que orbitam o Sol

AFP |

NASA/JPL
Ilustração da sonda Dawn que leva instrumentos fotográficos para estudar a superfície dos asteroides
A sonda espacial "Dawn" encontra-se muito próxima de seu primeiro objetivo: o asteroide gigante "Vesta", informou a Nasa nesta terça-feira (3).

Dawn foi lançada há quase quatro anos, em setembro de 2007, e possui a longa e lenta missão de revelar segredos do sistema solar através do estudo dos grandes asteroides que orbitam em torno do Sol, Vesta e Ceres, devendo percorrer 5 bilhões de quilômetros ao final da missão.

Segundo a Nasa, faltam agora três meses para que a nave se aproxime o suficiente do asteroide para que possa começar a orbitá-lo. A agência espacial informou ainda que seus especialistas estão ansiosos para começar a trabalhar em um dos maiores asteróides que orbitam o Sol.

"Nos sentimos um pouco como quando Colombo se aproximou do 'Novo Mundo'", disse Christopher Russel, principal investigador da missão Dawn, com sede na Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

Após orbitar Vesta por um ano, a nave não tripulada se dirigirá a Ceres, um asteroide ainda maior, em 2015, disse a Nasa.

A sonda espacial leva instrumentos fotográficos e científicos para estudar a superfície dos asteroides e analisar sua força gravitacional.

A missão da Dawn é ajudar a compreender os primeiros momentos da aparição do sistema solar, há 4,6 bilhões de anos, através da coleta de informações sobre Ceres e Vesta.

Ceres, descoberto em 1801, tem forma esférica e um diâmetro de cerca de 960 km. Os cientistas acreditam que há uma grossa camada de gelo sob a superfície.

Em 2006, Ceres foi chamado de "planeta anão", se unindo a Plutão e Eris em uma nova definição astronômica.

Vesta, descoberto em 1807, é menor que Ceres, com um diâmetro de 520 km e superfície rochosa, sem sinais de água ou calor interno.

    Leia tudo sobre: EUAespaçoastronomia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG