Só tempo nublado ou chuva podem atrasar voo final do Atlantis

Diretores da Nasa dão sinal verde para lançamento do ônibus espacial, embora continuem preocupados com a previsão de chuva

iG São Paulo |

As condições meteorológicas não estão ajudando a agência espacial americana para o último lançamento de um ônibus espacial , marcado para a próxima sexta (8). A previsão é de mau tempo. Há 70% de chance de chuva ou temporal para a hora do lançamento da Atlantis. Não há informação antecipada sobre a ocorrência de granizo ou outra condição mais severa, apenas “um tempo incômodo”, disse a porta-voz do serviço meteorológico da Nasa, Kathy Winters.

A previsão do tempo para sexta-feira é de piora antes do lançamento. Para o lançamento é preciso não ter nem tempestade ou chuva num raio de 37 km do local de lançamento do Atlantis.

O diretor do lançamento Mike Leinbach não quer nenhuma nuvem no céu para o histórico lançamento do Atlantis, que encerra o programa de 30 anos de ônibus espaciais. É esperado público entre 750 mil a 1 milhão de pessoas na área de lançamento, rivalizando a multidão que acompanhou a partida da Apollo para a Lua.

AP
Chuva pode atrasar lançamento do Atlantis previsto para sexta-feira


“Espero que desta vez não seja como no último lançamento, quando pudemos ver a partida do ônibus espacial por apenas 22 segundos”, disse Leinbach se referindo ao lançamento do Endeavour, em maio, quando o ônibus espacial rapidamente desapareceu entre as nuvens.

O tempo é a única incerteza a respeito da missão 135, que vai encerrar o programa de ônibus espaciais. Na reunião entre os diretores, ocorrida nesta quarta-feira (6), apenas pequenos detalhes técnicos precisaram ser discutidos. A aprovação para o lançamento foi dada com facilidade. O diretor de coordenação de lançamento do programa de ônibus espaciais, Mike Moses afirmou que o Atlantis "está em uma forma fantástica" e espera que o lançamento siga a programação marcada, apesar das más condições meteorológicas previstas para sexta-feira.

Nostalgia de tempo e espaço
Pelos corredores do Centro Espacial Kennedy, o ânimo é cada vez mais nostálgico. Milhares de funcionários do programa vão perder seus empregos após o retorno do Atlantis. Por causa disso, Leinbach não quer atrasos para o início do desligamento dos funcionários.

“Sexta-feira é dia de jogo para a gente, então não queremos ter de esperar até sábado”, disse Leinbach.
Caso não ocorra o lançamento na sexta é muito provável que Leinbach tenha que esperar por mais de um dia. Caso o Atlantis não parta rumo a Estação Espacial Internacional no sábado, será preciso esperar até o dia 16 de julho. Isto para evitar choque de datas com o lançamento de um foguete não tripulado, que está marcado para a semana que vem.

O Atlantis vai transportar o módulo multifuncional Raffaello e cinco toneladas de provisões e equipamentos científicos para abastecer à Estação Espacial Internacional (ISS). Além disso, transportará o experimento Robotic Refueling Mission (RRM), desenvolvido para testar ferramentas e tecnologias necessárias para reabastecer mecanicamente os satélites no espaço.

Após o encerramento do programa de ônibus espacial, a expectativa era que a Nasa mirasse para a Lua. No entanto, o presidente americano Barack Obama, mudou o plano traçado por seu predecessor e quer maior atenção nas expedições aos asteroides e para Marte . O que faz com que o transporte de astronautas para a estação Espacial Internacional recaia para companhias comerciais.

(Com informações da EFE e da AP)

    Leia tudo sobre: atlantisônibus espacialnasaespaço

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG