Servir champanhe com a taça inclinada dá sabor à bebida

Com a taça inclinada o champanhe cai mais lentamente e conservar duas vezes mais as borbulhas, que transferem o gosto da bebida

AFP |

Getty Images
A ciência comprova: é melhor servir o espumante com a taça inclinada
Servir champanhe bem gelado numa taça inclinada é a melhor maneira de conservar sua efervescência e preservar todo o sabor da bebida, segundo estudo realizado por cientistas franceses.

O estudo, coordenado pelo enologista, o químico Gérard Liger-Belair, da Universidade de Reims Champagne-Ardenne, confirmou cientificamente a importância de servir o champanhe bem frio - a temperatura ideal é 4 graus - e com a taça inclinada.

Os cientistas, que publicaram seus trabalhos na mais recente edição do Journal of American Agricultural and Food Chemistry da Sociedade Americana de Química, determinaram que as borbulhas são a essência do champanhe, do vinho espumante e da cerveja.

Estudos anteriores haviam demonstrado que as borbulhas que se formam no momento em que são liberadas grandes quantidades de dióxido de carbono (CO 2 ) dissolvido permitem transferir o gosto às papilas gustativas.

Há tempos, os estudiosos suspeitavam que a maneira de servir o champanha na taça tinha influência importante sobre seu nível de CO 2 , e na qualidade. Isto quer dizer que, quanto mais se conserva o CO 2 - ou as borbulhas no espumante -, maior é o gosto percebido.

Mas nenhum estudo havia confirmado a hipótese. Para fazê-lo, os autores calcularam as perdas de CO 2 a partir de dois métodos diferentes de servir a bebida.

O primeiro consistiu em servir champanhe numa taça apoiada de forma reta e o segundo, numa inclinada.

Quando a taça está inclinada o champanhe cai mais lentamente, o que permite conservar duas vezes mais as borbulhas de CO 2 .

Além disso, o estudo confirmou que a bebida bem fria contribui para reduzir as perdas de CO 2 .

    Leia tudo sobre: EUAFrançaquímicavinho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG