Satélite argentino passará por testes no Brasil antes de lançamento

O SAC-D será avaliado pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos

EFE |

Um satélite fabricado na Argentina foi levado para um laboratório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos, São Paulo, onde será submetido a uma última etapa de testes antes de seu lançamento nos Estados Unidos em abril, informaram hoje fontes oficiais.

As operações para transportar o satélite SAC-D começaram na sexta-feira, em Bariloche, onde foi desenvolvido, rumo ao Laboratório de Integração e Testes (LIT) do Inpe, em São José dos Campos, afirmou um comunicado da Chancelaria argentina.

O transporte do satélite "saiu perfeitamente", afirmou hoje Claudio Corigliano, da Comissão Nacional de Atividades Espaciais da Argentina (CONAE), encarregado do desenvolvimento do equipamento. O satélite foi transportado em um caminhão do Instituto Nacional de Pesquisas Aplicadas (INVAP), em Bariloche, a 1.600 quilômetros ao sul de Buenos Aires, até o aeroporto local, de onde foi levado para o Brasil em um avião da Força Aérea americana.

Durante oito meses, o satélite passará "por testes rigorosos para verificar o correto funcionamento de seus sistemas eletrônicos e de comando em um ambiente que recria as condições que terá que enfrentar no espaço quando estiver em órbita", afirma a nota. Depois, o satélite argentino será enviado para os EUA, onde a Nasa o preparará para seu lançamento no dia 1º de abril de 2011, da base Vandenberg, na Califórnia, a bordo do foguete Delta II.

O objetivo do satélite SAC-D, de 1.400 quilos, será medir a umidade do solo e a salinidade de mares e oceanos em escala global para elaborar alertas antecipados de inundações e modelos climáticos em longo prazo, informou o comunicado.

O projeto para o lançamento do satélite conta com a participação da CONAE em associação com a Nasa e as agências espaciais de Brasil, França, Canadá e Itália. Em janeiro de 2011, o equipamento será transportado para os EUA, de onde será lançado para orbitar a uma distância aproximada de 657 quilômetros da Terra.

    Leia tudo sobre: satélitesinpeargentina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG