Satélite alemão vai cair na Terra este final de semana

Agência espacial alemã afirma que fragmentos de satélite desativado podem cair na Terra entre sábado e domingo

iG São Paulo |

AP
Concepção artística do ROSAT: reentrada na atmosfera a 28 mil km/h

Mais um satélite despencará na Terra este fim de semana. De acordo com cientistas alemães, a expectativa é que as peças do satélite alemão Rosat caia sobre a Terra neste sábado ou domingo, mas ainda não se sabe o local da queda. Eles adiantam apenas que o Rosat cairá sobre a Terra entre 53 graus de latitude norte e 53 graus de latitude sul. A área inclui a maioria dos países, inclusive o Brasil. A possibilidade de algum dos destroços atingir uma pessoa é de uma em 2 mil, estimam os cientistas.

Quando ingressar na atmosfera terrestre, com uma velocidade de 28 mil km/h, o satélite irá se romper em milhares de pedaços, sendo que a maior parte deles deverão se desintegrar com o extremo calor.

As últimas análises apontam que até 30 pedaços - principalmente restos do espelho do telescópio, muito resistente ao calor - poderiam chegar até a superfície terrestre. O maior fragmento poderia pesar até 1,6 toneladas, informaram os especialistas.

Leia mais:
Cientistas propõem faxina espacial com 'satélite gari'
Nasa deve aprimorar o manejo do lixo espacial, alerta estudo
Satélite da Nasa cai no Oceano Pacífico

O satélite científico de 2,69 toneladas foi lançado em 1990 e desativado em 1999 após ser usado na pesquisa de buracos negros e estrelas de nêutron, além de fazer uma vistoria por todo o céu com fontes de raio-x e imagens de telescópio.

Durante sua missão, entre 1990 e 1999, o satélite Rosat girou ao redor da Terra em órbita elíptica, com uma distância entre 585 e 565 quilômetros da superfície terrestre.

Desde que foi posto fora de serviço, o satélite alemão perde sua altura continuamente. Em setembro, a distância entre o satélite e a Terra tinha sido reduzida em 290 quilômetros e, atualmente, já é inferior a 240 quilômetros.

Um satélite desativado da Nasa caiu no Oceano Pacífico no mês passado sem causar estragos, embora tenha provocado apreensão de que pudesse cair em uma área populosa e causasse danos e morrtes.

(Com informações da AP e EFE)

    Leia tudo sobre: satélitelixo espacial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG