Rússia lança ao espaço o radiotelescópio Spektr R

O radiotelescópio foi lançado com ajuda de um foguete portador Zenit-2SB no Cazaquistão

EFE |

A Rússia lançou nesta segunda-feira ao espaço o radiotelescópio Spektr R, que servirá, entre outros fins, para estudar as galáxias, quasares, buracos negros e estrelas de nêutrons, informou a Roscosmos, a agência espacial russa.

O radiotelescópio foi lançado com ajuda de um foguete portador Zenit-2SB a partir da base de Baikonur, no Cazaquistão. O aparelho, conhecido também como RadioAstron, nome do projeto, ficará em uma órbita elíptica da Terra com um apogeu de 340 mil quilômetros.

O radiotelescópio, que está montado em um módulo de serviço, é uma antena de recepção parabólica, provista de amplificadores, conversores e equipamentos transmissores que enviarão a informação colhida à Terra.

O refletor da antena, de dez metros de diâmetro, é dotado de um espelho central e de 27 pétalas. Segundo a corporação espacial russa Lavochkin, construtora do aparelho, o radiotelescópio tem uma massa de 3.850 quilogramas e foi projetado para uma vida útil de pelo menos 5 anos.

O Spektr R, que trabalhará integrado em um sistema de observatórios em terra, permitirá esquadrinhar em alta resolução cantos do universo até agora inexplorados.

"Os cientistas de todo o mundo esperam esses dados", disse à agência "Interfax" na véspera do lançamento o diretor-geral da Lavochikin, Victor Jartov.

AFP
Spektr R vai estudar as galáxias, quasares, buracos negros e estrelas de nêutrons

    Leia tudo sobre: RÚSSIA ESPAÇO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG