Rússia adia lançamento do próximo voo tripulado à ISS

Acidente com foguete cargueiro Progress adiou transporte de novos tripulantes da Estação Espacial para fim de outubro

AFP |

A Rússia adiou nesta segunda-feira (29) o lançamento do próximo voo tripulado para a Estação Espacial Internacional (ISS) previsto para 22 de setembro.

O diretor da Agência Espacial russa Alexeï Krasnov explicou às agências locais que, depois do fracasso do lançamento do cargueiro Progress , "o próximo lançamento acontecerá no final de outubro ou início de novembro, e não antes".

O voo tripulado tinha previsto transportar para a ISS os russos Anton Chkaplerov e Anatoli Ivanichin, assim como o americano Dan Burbank.

Os três deveriam substituir os russos Andrei Borisenko e Alexandre Samokutiaiev e o americano Ronald Garan, que deverão adiar sua volta à Terra inicialmente prevista para 8 de setembro.

A Rússia já havia suspenso na quinta-feira (25) o lançamento de foguetes Soyuz após o acidente com a nave de carga Progress, que caiu na quarta depois do lançamento rumo à (ISS).

"Tomamos a decisão de suspender o lançamento de foguetes até que as causas do acidente sejam esclarecidas", afirmou uma fonte do programa espacial russo, citada pela agência Interfax.

A nave de carga Progress M12-M foi lançada na quarta-feira(24) do cosmódromo de Baikonur (Cazaquistão) com destino à ISS, mas não conseguiu entrar em órbita e caiu em seguida.

Este acidente aconteceu poucas semanas depois do fim do programa de ônibus espaciais dos Estados Unidos, o que deixou a Rússia como único país responsável por lançamentos para a ISS .

O Centro Russo de Controle de Voos Espaciais (Tsoup) afirmou depois do acidente que há reservas suficientes para abastecer os cosmonautas da ISS até a chegada da próxima Progress e descartou uma eventual retirada da tripulação da estação espacial.

    Leia tudo sobre: espaçorússiaestação espacial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG