Robô Curiosity se prepara para aterrissar em Marte em 2012

Nasa informa que técnicos e engenheiros acrescentaram esta semana as rodas e um novo sistema de suspensão ao robô

EFE |

As rodas do próximo robô que a Nasa deve mandar a Marte farão a inveja de qualquer automóvel na Terra, já que a agência espacial as desenhou especialmente para evitar os problemas que seus antecessores tiveram. A Nasa informou que os técnicos e engenheiros da agência espacial acrescentaram esta semana as rodas e um novo sistema de suspensão ao robô Curiosity, a um passo de seu lançamento, planejado para 2011.

O Curiosity tem seis rodas e utiliza um sistema de suspensão "rocker-bogie", igual ao de seus antecessores de menor tamanho Spirit, Opportunity e Sojourner, mas melhorado. Cada roda tem um motor de acionamento próprio e as rodas laterais têm, além disso, motores independentes para conduzir a direção. Ao contrário dos robôs anteriores, o Curiosity também fará uso de um sistema de mobilidade parecido com um trem de aterrissagem, planejado para quando iniciar a etapa de aterrissagem sobre a superfície marciana, prevista para agosto de 2012.

Nos próximos meses, os cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa provarão o sistema de mobilidade e submeterão o robô a condições similares às que ele deve encontrar no terreno do planeta vermelho, e que dificultaram as missões de seus antecessores. Precisamente, as rodas do Spirit afundaram na terra de marte em abril de 2009, ficando presas em uma camada de areia que havia embaixo.

Ele pousou em Marte em janeiro de 2004 junto a outro robô gêmeo, o Opportunity, colocado na parte oposta do planeta. Inicialmente, eles receberam três meses de vida ativa. No entanto, apesar dos seus materiais terem sofrido desgaste e terem problemas de funcionamento, os dois veículos continuaram percorrendo Marte e transmitindo milhares de fotografias e informações sobre sua geologia e sua atmosfera para a Terra.

Além de terem confirmado que em algum momento de sua história o planeta abrigou água de forma líquida, os veículos exploradores de seis rodas percorreram mais de 20 quilômetros da superfície de Marte.

As explorações do "Spirit" acabaram mas, embora com dificuldade, a Nasa ainda mantém os dois veículos funcionado. A prospecção no solo de Marte começou em 1997 com a missão Pathfinder, que levou o veículo Sojourner ao planeta, através do qual a humanidade recebeu as primeiras imagens detalhadas do planeta. No entanto, ao contrário dos gêmeos Spirit e Opportunity, o Sojourner não tinha uma comunicação direta com a Terra e seus dados deviam passar através da nave Pathfinder.

A Nasa pretende lançar seu novo explorador entre os dias 25 de novembro e 18 de dezembro de 2011. O Curiosity estudará uma área de Marte para possíveis entornos habitáveis, incluindo alguns pontos que poderiam dar pistas aos cientistas sobre a conservação da vida e o meio ambiente, embora esta missão não busque evidências de vida.

Nesta missão, este "curioso" robô examinará as rochas, o solo e a atmosfera do planeta vermelho com uma série de ferramentas acopladas ao seu interior, incluindo um laser para pulverizar fragmentos de rochas que possam atrapalhar o seu caminho e um instrumento desenhado para detectar compostos orgânicos.

    Leia tudo sobre: Robô Curiositynasa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG