Recursos emergenciais para Antártida somam R$ 40 milhões

Valor cobriria apenas gastos com remoção de entulhos e implantação de módulos para manter as pesquisas

AE |

selo

Serão necessários pelo menos R$ 40 milhões para medidas emergenciais na Estação Antártica Comandante Ferraz, destruída por um incêndio no fim de semana passado, de acordo com estimativa feita por deputados e senadores em reunião da Frente Parlamentar Proantar (Programa Antártico Brasileiro) realizada nesta quarta-feira. Dois militares morreram no incêndio, que destruiu 70% da base - ambos foram homenageados no Rio de Janeiro em cerimônia com o vice-presidente Michel Temer.

Leia também:
Nova base não ficaria pronta antes de três anos, diz arquiteta
Falha no sistema elétrico pode ter causado incêndio, diz embaixador
Acidente em base na Antártida expõe crise do programa brasileiro
Pesquisadores e militares que estavam na Antártida voltam ao Brasil
Chile oferece ajuda na reconstrução da base na Antártica
70% da estação na Antártida foi destruída pelo fogo, diz Marinha
Acidente expõe crise do programa brasileiro, diz pesquisador
Nova estação antártica terá segurança redobrada, diz Celso Amorim

De acordo com os parlamentares, o valor de R$ 40 milhões leva em conta apenas a remoção de entulhos do incêndio e a implantação de módulos para manter as pesquisas no local. Ou seja, a conta não incluiria a reconstrução da base. "Esse critério extraordinário corresponde apenas às medidas emergenciais para a manutenção mínima da pesquisa. Chegamos a esse valor por meio de conversas com especialistas", disse a deputada Jô Moraes (PC do B-MG).

Leia os relatos:
“No começo, não achávamos que seria tão grave”

Militares mortos não acharam a saída da casa de máquinas, tomada pela fumaça
"Vi quando colocaram as máscaras para combater o fogo", diz militar
Pesquisadores e militares que estavam na Antártida voltam ao Brasil

A ideia, diz a deputada, é o governo apresentar uma medida provisória que contemple esses recursos. Por enquanto, a matéria ainda não chegou à Secretaria de Relações Institucionais. Durante a reunião, os parlamentares também se comprometeram a apresentar emendas de R$ 500 mil ao Proantar. Sem ajuda internacional o Brasil não terá como remover até o final do ano os destroços da estação, já que em março começa o inverno na região.

    Leia tudo sobre: antártidacomandante ferrazincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG