Premiados vão conversar com estudantes de graduação e pós-graduação selecionados por mérito

Quatro prêmios Nobel de Química estarão esta semana na Unicamp, em Campinas,  para participar da Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA) que tem como tema “Produtos Naturais, Química Medicinal e Síntese Orgânica”. Cerca de 150 estudantes de graduação e pós-graduação, selecionados por mérito, poderão ter contato direto com o japonês Ei-ichi Negishi, premiado em 2010, a israelense Ada Yonath (2009), o norte-americano Richard Schrock (2005) e o suíço Kurt Wüthrich (2002).

“Vamos proporcionar uma troca de conhecimento muito interessante com os jovens”, conta a química Vanderlan Bolzani, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Araraquara, coordenadora da ESPCA-Química. Na quinta-feira (18), os estudantes vão participar de uma rodada de perguntas com os pesquisadores.

Além dos quatro prêmios Nobel, também vão participar do evento mais 14 palestrantes brasileiros e estrangeiros como por exemplo, o químico medicinal Simon Campbell, que liderou a equipe de pesquisadores responsáveis pelo desenvolvimento do Viagra e de outros medicamentos para controle da pressão arterial.

A ESPCA é um programa da Fapesp que envolve cursos de curta duração em ciência e tecnologia para alunos de graduação, pós-graduação e pós-doutorado. Este evento que faz parte do Ano Internacional da Química (AIQ 2011).

Ei-ichi Negishi recebeu o Nobel em 2010 por suas contribuições para reações químicas catalisadas pelo paládio e que são de ampla aplicação no desenvolvimento de novas gerações de fármacos e agroquímicos. Ana Yonat desvendou o funcionamento dos ribossomos, responsáveis pela produção de proteínas. Richard Schorock desenvolveu catalisadores que permitiram aperfeiçoar diversos processos nas indústrias petroquímica, farmacêutica, veterinária e agroquímica. E Kurt Wüthrich desenvolveu a técnica de ressonância magnética nuclear para esclarecimento de estruturas de compostos químicos, que hoje têm ampla aplicação como técnica de diagnóstico em medicina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.