Pegadas de 250 milhões de anos indicam que os primeiros parentes dos dinossauros eram animais extremamente pequenos

Pequenas pegadas achadas na Polônia mostram que os primeiros dinossauros eram animais diminutos e quadrúpedes e, provavelmente, só passaram a dominar o mundo depois que uma extinção em massa acabou com muitos grandes répteis, disseram cientistas na terça-feira (5).

As pegadas de 250 milhões de anos são as mais antigas marcas já encontradas dos dinossauros, segundo Stephen Brusatte, do Museu Americano de História Natural, em Nova York, e seus colegas.

O animal tinha mais ou menos o tamanho de um gato doméstico pequeno, disseram eles, e teria vivido perto de rios, onde crocodilianos maiores prosperavam.

"Descrevemos os fósseis indiscutivelmente mais antigos da linhagem dos dinossauros: pegadas da época Triássica Inferior (há cerca de 250 milhões de anos) na Polônia", escreveu a equipe em artigo na revista Proceedings of the Royal Society B ., editada pela Real Sociedade britânica.

"Essas pegadas, junto com as de dois outros lugares ligeiramente mais jovens, fornecem importantes informações sobre a origem e o começo da história evolutiva dos dinossauros."

"Elas indicam que os primeiros parentes dos dinossauros eram animais extremamente pequenos, com pés de poucos centímetros de comprimento, que caminhavam sobre quatro patas e eram notavelmente raros em comparação aos répteis contemporâneos."

Ironicamente, os fósseis indicam que uma extinção em massa permitiu que os dinossauros, pequenos e raros, proliferassem -- algo que praticamente se repetiu há 65 milhões de anos, quando um asteroide e episódios vulcânicos levaram os próprios dinossauros à extinção e permitiram a ascensão dos mamíferos.

"O que é mais radical é que as novas pegadas são apenas ligeiramente posteriores à maior extinção em massa de todos os tempos (o evento permiano-triássico), sugerindo que a origem dos dinossauros ocorreu imediatamente após essa catástrofe", escreveram os pesquisadores.

Eles também localizaram pegadas com 246 milhões de anos, feita por dinossauros bípedes chamados "Sphingopus" -- mais antiga evidência de dinossauros sobre duas pernas.

"Nos primeiros 20 a 50 milhões de anos da história dos dinossauros, os dinossauros e seus parentes mais próximos viviam à sombra dos seus primos afins aos crocodilos, que eram muito mais diversos, bem sucedidos e abundantes", disse Brusatte em nota à imprensa.

"Os dinossauros mais antigos eram pequenos e raros."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.