Povoado da Idade do Ferro é encontrado durante obra em Londres

Arqueólogos afirmaram que a descoberta indica a existência de agrupamento agricultor do período romano

Reuters |

Restos antigos de uma criança e de animais supostamente de mais de 2 mil anos atrás foram desenterrados durante a construção de uma escola em Londres.

Arqueólogos dizem que a descoberta, uma das mais importantes na capital britânica nos últimos anos, indicam a existência de um povoado agricultor da Idade do Ferro e do período romano no local.

Segundo especialistas, a descoberta é importante porque outros terrenos semelhantes do período foram destruídos pelo desenvolvimento posterior na região.

As escavações revelaram que crianças e animais foram enterrados -- alguns na época do domínio romano -- em diversas localidades no sul de Londres. Diversos tipos de armamentos, incluindo um arpão e um escudo também foram encontrados.

"Um número muito grande de esqueletos de animais domésticos foram recuperados, incluindo de cavalos, bois, porcos, ovelhas, cabras e cachorros", disse o arqueólogo-chefe, Duncan Hawkins.

"Esses animais que foram desmembrados parcial ou integralmente parecem ter sido sacrificados deliberadamente e depositados em buracos profundos cavados com rochas calcárias."

Características da Idade do Ferro, como um caminho para os animais domésticos, valas rasas e fossas também foram identificadas.

Os trabalhadores de construção se depararam com os resto enquanto construíam as fundações para o colégio Stanley Park, em Sutton.

O local fica próximo de um dos maiores achados da Era do Bronze do sul da Inglaterra, encontrado no início do século 20. Não se sabe se existe relação entre os dois povoados.

    Leia tudo sobre: arqueologia. londresidade do ferro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG