Polícia do Rio identifica corpos de militares mortos na Antártida

Exame de DNA possibilitou a identificação. Corpos serão liberados para as famílias

iG Rio de Janeiro |

Márcia Foletto / Agência O Globo
Parentes de Carlos Alberto Figueiredo se emocionam na cerimônia de homenagem póstuma realizada no Rio
A Polícia Civil do Rio de Janeiro, através do Instituto de Pesquisa e Perícia em Genética Forense (IPPGF) identificou os corpos dos militares Carlos Alberto Vieira Figueiredo e Roberto Lopes dos Santos, mortos em um incêndio na Estação Comandante Ferraz, na Antártida, no final do mês passado.

Leia também:

Governo confirma duas mortes em base brasileira na Antártida

Incêndio atinge base brasileira na Antártida

Com a liberação do resultado do exame de DNA e confirmação das identidades os corpos dos militares serão liberados devidamente identificados do Instituto Médico Legal (IML) para que as famílias possam realizar os enterros.

De acordo com o diretor do Departamento Geral de Polícia Técnico e Científica (DGPTC) Sérgio Henriques, a identificação dos corpos carbonizados foi possível devido a alta tecnologia da qual dispõe o laboratório de DNA do IPPGF.

“A extração de perfil genético de corpos carbonizados é muito complexa e demanda tempo. A agilidade na divulgação dos resultados demonstra a capacidade tecnológica e o grande empenho dos peritos e corpo técnico do IPPGF”, destacou o perito.

AP
Incêndio que destruiu a estação Comandante Ferraz, na Antártica

.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG