Pesquisadores criam fios com nanotubos de carbono

Fios podem compor tecidos com propriedades autolimpantes e novos tipos de supercondutores

Alessandro Greco, especial para o iG |

Science/AAAS
Fios compostos de nanotubos de carbono podem ser usados em aplicações como tecidos autolimpantes e supercondutores
Há atualmente uma enorme variedade de materiais feitos a partir de nanotecnologia disponíveis, mas muitos deles estavam na forma de partículas extremamente finas (nanopartículas), o que tornava difícil sua utilização em larga escala.

Agora pesquisadores descobriram uma forma de colocá-lo em fios, possibilitando maiores possibilidades de uso, até a criação de tecidos. “A descoberta mais surpreendente foi que é possível produzir fios mecanicamente resistentes de nanotubos de carbono (NTCs) capazes de conter uma imensa variedades de materiais que normalmente não podem ser fiados. Produzir fios é uma forma muito conveniente de utilizar esses materiais, especialmente se eles forem feitos de folhas porosas de NTCs, o que facilita o acesso de gases e líquidos às nanopartículas ao mesmo tempo que as confina à estrutura do fio.”, explicou ao iG Marcio Lima, o principal autor do artigo, filiado à Universidade do Texas, em Dallas, Estados Unidos.

No trabalho, publicado na revista Science, os pesquisadores mostraram que é possível fazer fios em que os NTCs constituem apenas 5% da massa dos mesmos, sendo o restante constituído de qualquer material que se deseje transformar em fios. Os nanotubos de carbono, porém, são fundamentais para o processo todo. “Eles formam o 'esqueleto' do fio e proveem toda a resistência mecânica dele”, afirmou Lima.

As aplicações para a descoberta são inúmeras devido a enorme variedade de nanomateriais que podem ser adicionados aos fios de NTCs. “Tecidos autolimpantes, baterias e eletrodos de células combustíveis e fios supercondutores mecanicamente resistentes são algumas delas que já demostramos.”, disse Lima.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG