Pesquisadores confirmam novo tipo de dinossauro que viveu na Coreia do Sul

Segundo a pesquisa, dinossauro foi um bípede com cerca de um metro e com vida semiaquática

EFE |

Uma equipe internacional de pesquisadores confirmou nesta terça-feira que vários ossos achados em 2008 na Coreia do Sul pertencem a um tipo de dinossauro da família dos ceratopsianos até agora desconhecido, que viveu na região há 103 milhões de anos.

O dinossauro, herbívoro e pertencente ao período Cretáceo Inferior, foi batizado de Koreaceratops em homenagem ao seu país de origem pelos pesquisadores sul-coreanos, japoneses e americanos que integram a equipe, informou a agência local Yonhap.

Os restos do novo dinossauro foram descobertos por acaso por um trabalhador da cidade sul-coreana de Hwaseong, na província de Gyeonggi, em uma rocha que continha ossos do quadril e da cauda.

Os ceratopsianos foram dinossauros herbívoros com protuberâncias ósseas e bicos parecidos com os das aves que viveram especialmente nos Estados Unidos mas cujos fósseis também foram encontrados na Mongólia, China e Japão.

Segundo os resultados da pesquisa, publicados na revista científica alemã Naturwissenschaften, este dinossauro foi um bípede com cerca de um metro e meio de longitude e com vida semiaquática. O Koreaceratops , relativamente pequeno, usava sua cauda plana para se movimentar na água.

A descoberta deste novo tipo de dinossauro respalda a teoria de que os ceratopsianos eram originais da Ásia, mas no período Cretáceo chegaram a seu apogeu no que hoje é a América do Norte.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG