Pesquisadores captam imagem de leopardo das neves no Butão

Espécie corre risco de extinção, estima-se que existam apenas cerca de 7 mil na natureza

iG São Paulo |

Uma armadilha fotográfica no Butão capturou a imagem de um leopardo-das-neves. Além das imagens do felino, também foi possível observar a presença de um lobo tibetano, cervo-almiscarado, e ovelhas - as principais fonte de alimento dos leopardos das neves. Esta é a primeira prova flagrante de que os leopardos- das- neves estão no Parque Wangchuck Centennial, um corredor ecológico importante que liga o Parque Nacional Jigme Dorji e o Santuário de vida selvagem Bumdeling. Ao todo foram capturadas 10 mil imagens.

Veja as imagens:


“As descobertas são fenomenais, pois estas são as primeiras imagens de leopardos-das-neves no Wangchuck”, disse Rinjan Shrestha, do WWF e que liderou o estudo. “Isto sugere que a rede de áreas de proteção e corredores estão ajudando a ligar as populações locais de leopardos das neves e isto será muito importante para assegurar a permanência destes animais nesta região”, disse.

Leia mais:
Habitantes do Himalaia confirmam mudanças climáticas
Leopardos-das-neves: reino ameaçado
Zoológico suíço apresenta raros trigêmeos de leopardo-das-neves

Leopardos-das-neves são animais em risco de extinção, com cerca de 4.500 a 7.500 na natureza. O Butão é o único país no mundo onde o habitat de leopardos-das-neves e tigres se cruzam. O aquecimento no alto do Himalaia está causando o isolamento das populações desta espécie. Outro problema é que eles não podem viver em altas altitudes, pois a capacidade de se movimentar fica limitada no ar rarefeito. 

    Leia tudo sobre: leopardo das nevesconservação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG