Pequim lança satélite de posicionamento com tecnologia própria

Trata-se do quinto satélite chinês de navegação que o país lança

EFE |

Pequim - A China lançou seu quinto satélite "Beidou", a versão chinesa do Sistema Global de Navegação por Satélite (GNSS, sigla em inglês), a partir da base aeroespacial de Xichang, na província sudoeste de Sichuan, informou hoje o jornal "China Daily".

O novo satélite fará parte de uma rede que será composta no futuro por 35 satélites que permitirão à China oferecer um serviço de navegação e posicionamento global aos usuários de todo o mundo. O primeiro satélite de navegação "Beidou" entrou em órbita em 20 de outubro de 2000, em um esforço da China para construir seu próprio sistema de posicionamento, independente do americano Sistema de Posicionamento Global (GPS), do europeu Galileu ou do russo Sistema Satélite de Navegação (GLONASS).

O GNSS consiste em um grupo de satélites que transmitem sinais utilizados para conseguir as coordenadas geográficas de um destino determinado a fim de serem usadas para navegação, transporte ou usos agrícolas, entre outros. Com esta iniciativa tecnológica, o país asiático atingirá dois objetivos: entrar no mercado econômico da navegação e melhorar a segurança nacional.

    Leia tudo sobre: iGchinaciênciasatélite

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG