Nave Soyuz com três astronautas é acoplada à ISS

Trio vai trabalhar na Estação Espacial Internacional e deve voltar para a Terra em março

AFP |

Reuters
Nave Soyuz se acoplou à Estação Espacial Internacional
A nave Soyuz com um cosmonauta russo, um astronauta americano e outro holandês, foi acoplada nesta sexta-feira (23) à Estação Espacial Internacional (ISS), informou o Centro Russo de Controle de Voos Espaciais (TSOUP).

"O foguete Soyuz TMA-03M acoplou-se à ISS às 19h19 de Moscou (13h19 de Brasília)", informou o TSOUP em comunicado.

"A aproximação ocorreu de forma automática", informou.

A nave que transporta o russo Oleg Kononenko, comandante do voo, o americano Don Pettit e o holandês André Kuipers decolou na quarta-feira do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

A missão dos três homens durará cerca de seis meses e se unirão a bordo da ISS aos russos Anton Shklaperov e Anatoli Ivanishin, assim como ao americano Dan Burbank, que decolaram de Baikonur em 14 de novembro.

A estação internacional terá agora seis tripulantes, depois de se suspender em agosto os voos após a perda de uma nave que transportava abastecimento, a Progress, lançada com um Soyuz, que caiu na Sibéria.

Esse incidente danificou a reputação de confiabilidade desse foguete, que conta com 1.800 lançamentos de sucesso, e constitui o revés mais considerável ao setor espacial russo dos últimos anos.

A Rússia é o único país capaz de levar astronautas à ISS desde que os Estados Unidos deixaram de operar seu foguete espacial no verão passado.

    Leia tudo sobre: soyuzespaço

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG