Nasa monitora desprendimento de iceberg gigante na Antártida

Iceberg do tamanho da cidade de Nova York deve se romper de geleira até o final de 2012

iG São Paulo |

Nasa
Rachadura se estende por 29 quilômetros na geleira da Ilha Pine, na Antártida
Cientistas da agência espacial americana estão monitorando a formação de um iceberg do tamanho da cidade de Nova York, resultado de uma rachadura que se estende por 29 quilômetros na geleira da Ilha Pine, na Antártida. Os cientistas afirmam que este tipo de fissura acontece naturalmente a cada década e não está relacionado ao aquecimento global. Eles disseram ainda que o novo iceberg poderá se romper até o final deste ano ou no início de 2012.

A observação foi feita durante voos de investigação realizados em outubro pela equipe IceBridge, um conjunto de cientistas e técnicos da Nasa que analisam, desde 2009, as mudanças nas camadas de gelo que cobrem a Antártida e a Groenlândia.

Leia mais:
Iceberg gigante se rompe da Antártida e ameaça mudar correntes marítimas
Missão na Antártida busca pistas sobre mudanças climáticas

"Trata-se de uma rachadura de 280 metros de largura e de 60 metros de profundidade, mais alta que a Estátua da Liberdade", declarou hoje à imprensa o chefe do projeto IceBridge, Michael Studinger, em videoconferência.

O cientista ressaltou que a fissura sobre a geleira da Ilha Pine "faz parte do ciclo natural" de formação dos icebergs na área ocidental da Antártida - uma região "sensível", disse -, motivo pelo qual não acarreta risco ambiental em nível global.

 "Sabemos pouco da formação destes icebergs porque não observamos com frequência estes fenômenos. É primeira vez que sobrevoamos uma fissura tão grande. Esperamos que isto ajude a explicar como se formam para poder predizê-las", ressaltou Studinger,.

(Com informações da EFE e da AFP)

    Leia tudo sobre: geleiraantártida

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG