Nasa diz que não pode ser dar ao luxo de construir um novo ônibus espacial

Congresso dos EUA cobra da agência espacial um veículo alternativo aos ônibus espaciais até 2016

AFP |

AP
ônibus espacial Discovery, cuja última missão acontecerá em fevereiro
A Nasa afirmou ao Congresso que não poderá construir até 2016 um foguete propulsor e uma cápsula, como está previsto no orçamento aprovado, segundo um relatório divulgado esta semana em que os senadores pedem à agência que cumpram com suas obrigações.

Legisladores do comitê senatorial do Comércio, Ciência e Transporte insistem que o projeto não é opcional e que a agência americana deve encontrar a forma de elaborar uma solução viável. "A produção de um foguete propulsor e uma cápsula não é opcional, é a lei", indica um comunicado conjunto divulgado pelos senadores John Rockefeller, Kay Bailey Hutchison, Bill Nelson e David Vitter.

"A Nasa deve usar suas décadas de experiência em assuntos espaciais e os milhares de dólares nos investimentos prévios que teve para idealizar um conceito que funcionasse. Acreditamos que pode ser feito de forma exequível e eficiente. E deve ser uma prioridade".

O projeto adotado pelo Congresso e assinado pelo presidente, Barack Obama, designa à Nasa a tarefa de desenvolver e construir um sistema de lançamento espacial (Space Launch System) e uma cápsula de transporte de astronautas (Multi-Purpose Crew Vehicle) antes de 2016.

Com a aposentadoria dos três ônibus espaciais, previsto para este ano, a Nasa dependerá exclusivamente dos Soyuz russos para enviar seus astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS), cuja construção os Estados Unidos financiaram quase totalmente.

    Leia tudo sobre: nasaônibus espacialdiscovery

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG