Nasa descobre planetas que orbitam uma nova estrela

A missão Kleper, da Nasa, descobriu o primeiro sistema planetário confirmado com mais que um planeta orbitando a mesma estrela

iG São Paulo |


NASA
Ilustração do novo sistema planetário descoberto pela missão Kepler

A passagem de dois planetas distintos foi observada próxima a uma estrela semelhante ao Sol, chamada Kepler-9. Os planetas receberam os nomes de Kleper-9b e 9c. A descoberta levou sete meses de observação e mais de 156 mil estrelas fizeram parte da pesquisa, que busca por planetas fora do sistema solar que sejam parecidos com a Terra. A descoberta foi publicada na edição desta quinta-feira (26) na revista científica da Science.

De acordo com observações dos cientistas, Kepler-9b é o maior dos dois planetas. Ambos têm massa similar, embora menor que a de Saturno. Kepler-9b está localizado próximo a estrela e tem uma órbita que dura cerca de 19 dias. Kepler-9c tem orbita de cerca de 38 dias.

Além da confirmação dos dois planetas gigantes, os cientistas também identificaram o que parece ser um terceiro. Porém, mas observações serão necessárias para determinar se este sinal é na verdade um planeta ou de um fenômeno astronômico que imita a aparência de um trânsito planetário.

Em junho, os cientistas da missão apresentaram resultados sobre a identificação de 700 candidatos a planeta nos primeiros 43 dias de dados da Kepler. Os dados incluíram cinco candidatos a sistemas que parecem apresentar mais de um planeta em trânsito. A equipe recentemente identificou um sexto que exibia vários trânsitos e acumulou dados suficientes que reforçassem a hipótese de que se trate de um sistema multiplanetar.

A missão Kepler é um observatório espacial lançado pela NASA em março de 2009. Ela foi projetada para fazer o levantamento da Via Láctea e descobrir as centenas de planetas do tamanho da Terra, ou menores, que sejam habitáveis. Outro objetivo da missão é determinar que estrelas em nossa galáxia poderiam formar sistemas planetários.

    Leia tudo sobre: nasasistema planetárioexoplaneta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG