Mutação genética dá "vida eterna" a células cancerosas

Estudo, com participação da USP, agora quer achar um modo de reverter o mecanismo para provocar a morte natural de tumores

Maria Fernanda Ziegler, iG São Paulo |

Science/AAAS
Imagem mostra a falta de ATRX (em marrom)no núcleo de células canceroras (em azul)
Um estudo internacional, que envolve duas pesquisadoras brasileiras, pode estar a um passo de descobrir uma nova forma de matar de forma natural células cancerosas. Eles descobriram que mutações nos genes, ATRX ou Daxx, estão envolvidas em um mecanismo molecular que mantém o comprimento do telômero – extremidade dos cromossomos – permitindo que as células cancerosas não envelheçam. Células tumorais não sobrevivem quando os seus telômeros são muito curtos. Agora os cientistas buscam encontrar uma maneira reversa para criar um novo método que induza o envelhecimento e a morte destas células cancerosas.

O estudo foi publicado na edição desta semana do periódico científico Science e tem a participação de Suely Nagahashi Marie e Sueli Oba-Shinjo, pesquisadoras do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina da USP. “Temos nos dedicado à procura de novos marcadores de tumores do sistema nervoso central como novos alvos terapêuticos, especialmente para glioblastoma [tipo de câncer cerebral, comum em adultos] , por ser o mais maligno”, disse ao iG Suely Marie.

Suely explica que a colaboração com o grupo, liderado pelo professor Bert Vogelstein da Universidade de Johns Hopkins, iniciou há cinco anos e está centrada na procura de marcadores para diagnóstico precoce e preventivo de câncer. Este e o terceiro artigo do grupo publicado na Science . Um quarto artigo, com os avanços da pesquisa sobre o ATRX  deve ser publicado até o fim deste ano. Uma boa contribuição das brasileiras para a pesquisa é o banco de dados de tecidos, um biorepositório de tumores do sistema nervoso central agregado a dados clínicos relevantes dos pacientes.

    Leia tudo sobre: câncer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG