Questões do tipo 'tomate é uma fruta?' ou 'tinta é ferramenta?' obtiveram mais respostas categóricas de homens do que de mulhares

Experimento realizado por pesquisadores da Universidade de Warwick encontrou sinais de que os homens tendem a avaliar situações em termos absolutos, enquanto que as mulheres tendem a enxergar mais nuances em suas escolhas e decisões.

Os pesquisadores entrevistaram 113 pessoas, perguntando se cada um de 50 itens se encaixavam de forma total, parcial ou não se encaixavam em uma série de categorias. Por exemplo, uma das questões perguntava: “Tinta é uma ferramenta?”

Os homens entrevistados se mostraram muito mais propensos a fazer juízos absolutos – dizer que o objeto em questão certamente pertencia ou não a determinado grupo – enquanto que as mulheres deram respostas mais nuançadas e mostraram uma probabilidade 23% maior de classificar objetos como pertencendo “parcialmente” a uma categoria.

O psicólogo Zachary Estes, em nota, afirma que nenhuma das duas estratégias é necessariamente melhor que a outra, citando como exemplo o caso de um médico dando um diagnóstico: uma decisão firme e definitiva pode apressar o tratamento, mas se estiver errada pode também ter conseqüências graves.

O estudo será publicado no periódico Archives of Sexual Behavior .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.