Inventor da bomba que dizima seres vivos sem destruir edificações morreu aos 89 anos enquanto dormia

Samuel T. Cohen, inventor da bomba de nêutrons, transformada em uma arma capaz de matar pessoas e deixar edifícios intactos, faleceu aos 89 anos de idade, informou seu filho.

Cohen morreu no último domingo enquanto dormia, indicou seu filho, Paul, à AFP.

Samuel Cohen defendeu sua bomba - fabricada depois de receber o aval do presidente americano Ronald Reagan durante a Guerra Fria e em seguida desmontada - até o fim. A bomba de nêutrons "é a arma mais sã e moral" que há, costumava afirmar.

"É a única arma nuclear da história que faz sentido", já que "quando a guerra termina, o mundo continua intacto", disse Cohen ao jornal The New York Times pouco antes de sua morte.

A bomba emite partículas diminutas que atravessam muros, blindagens e outras barreiras físicas e destróem as células, matando rapidamente os seres vivos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.