Morre aos 69 anos pesquisador brasileiro César Ades

Cientista, considerado um dos maiores especialistas brasileiros em comportamento animal, foi vítima de atropelamento

iG São Paulo |

IEA
Cesar Ades era considerado um dos maiores especialistas no Brasil em comportamento animal
Morreu nesta quarta-feira (14) César Ades, professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP). Ele tinha 69 anos e foi vítima de traumatismos ocasionados por um atropelamento na última quinta-feira (8), nas proximidades da Av. Paulista, em São Paulo.

Ades era considerado um dos maiores especialistas brasileiros em etologia e comportamento animal. Foi diretor do Instituto de Psicologia da USP e também membro do Conselho Universitário da USP de1998 a 2004, do Conselho Deliberativo do Hospital Universitário (HU) da USP de 2000 a 2004, do Conselho Curador da Fuvest de 2004 a 2008.

Ades era membro do International Council of Ethologists, da International Society of Comparative Psychology e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Etologia (SBEt), da qual foi fundador. Editava, desde 1999, a Revista de Etologia e era membro do conselho editorial das revistas Behavior and Philosophy e Acta Ethologica.

O corpo será velado das 9 horas às 13h30 desta quinta-feira (15), na biblioteca do IP (Av. Prof. Mello Moraes, 1.721, Cidade Universitária, São Paulo). O sepultamento será às 15 horas, no Cemitério Israelita do Embu, Estrada Keiichi Matsumoto, 21, Embu das Artes, telefone (11) 4781-5488. As aulas e atividades do IP estão suspensas nesta quinta.

    Leia tudo sobre: César Adescomportamento animal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG