WWF adverte para risco de extinção dos rinocerontes

Das cinco espécies de rinocerontes existentes, três estão ameaçadas e restam apenas 50 animais da espécie de Java

EFE |

Getty Images
Rinoceronte atravessa estrada no Parque Nacional Kruger, na África do Sul
Os rinocerontes estão correndo risco de extinção devido ao valor de seus chifres, aos quais em algumas partes da Ásia são atribuídas propriedades para tratar o câncer. O Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na sigla em inglês) denunciou esta situação após constatar que que, entre janeiro e outubro deste ano, 341 rinocerontes foram caçados ilegalmente na África do Sul, contra 333 em 2010.

A denúncia foi feita uma semana depois que a ONG comunicou a extinção dos rinocerontes do Vietnã , após terem sido encontrados os restos do último animal, pertencente à espécie de Java, com feridas de arma de fogo e sem seu chifre.

Leia mais:
Cientistas captam imagem de rinoceronte ameaçado de extinção
África do Sul pode legalizar a venda de chifres de rinoceronte

Das cinco espécies de rinocerontes existentes, três estão ameaçadas e restam apenas 50 animais da espécie de Java, todos eles em um parque nacional da Indonésia.

A WWF informou que o Vietnã é o maior mercado ilegal de chifres de rinoceronte, assim como de partes de tigres e outros produtos derivados de espécies ameaçadas. A população de tigres também diminuiu consideravelmente nesse país.

A vigilância e as severas sanções impostas pelas autoridades sul-africanas não foram suficientes para dissuadir esta máfia, que obtêm lucros substanciais apesar das propriedades medicinais atribuídas aos chifres deste animal serem infundadas, tanto que não são mais utilizadas na medicina tradicional chinesa, lamentou a WWF.

    Leia tudo sobre: SUÍÇA ANIMAIS

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG