Vídeo: surfista reencontra câmera e descobre imagens do fundo do mar

Australiano perdeu equipamento no mar enquanto filmava, que continuou funcionando e foi encontrado um mês depois. Veja o vídeo

BBC Brasil |

selo

Um surfista australiano recuperou uma câmera filmadora que havia caído de sua prancha e descobriu que a máquina continuou filmando por 40 minutos, revelando imagens de peixes e do fundo do mar.

Adrian Jenkins tinha uma câmera de surfe GoPro acoplada à sua prancha, ligada, quando ela foi derrubada na água acidentalmente na praia de Kirra Point, em Queensland, em outubro.

Conheça outros casos de filmagens acidentais:
Leoa "rouba" câmera e registra caminhada por savana sul-africana
Tartaruga marinha filma vídeo com câmera perdida no mar
Gorila vira 'cinegrafista' em centro de conservação britânico
Gato 'tira fotos' do cotidiano com câmera no pescoço
Câmeras escondidas revelam "vida secreta" dos mamíferos

"Eu fiquei arrasado, pensando que nunca mais encontraria a câmera", disse ele.

Viagem marinha
A máquina passou cerca de um mês no mar, até aparecer na praia de Burleigh, a cerca de dez quilômetros de onde caiu na água.

Ela ainda estava funcionando e foi encontrada por dois surfistas mais velhos, que tentaram achar o dono colocando uma foto dele em um fórum de surfe na internet.

A mensagem dizia: "Uma GoPro foi encontrada na água em Burleigh. Alguém reconhece o dono? Parece que a prancha dele é uma mini-mal, mas não tenho certeza".

O esforço não deu resultado, mas algum tempo depois, os surfistas reconheceram Jenkins na praia.
"Eu fui nadar de manhã cedo em Burleigh quando um cara veio até mim e perguntou se eu tinha perdido uma GoPro. Eu disse que sim. Ele sorriu, apontou para um amigo que estava no mar e disse: 'Nós a encontramos semana passada nas pedras e colocamos umas fotos suas em um site'", contou Jenkins.

'Honestidade'
"Eu não conseguia acreditar que ainda existe honestidade e que aquele cara tinha me reconhecido. Eu fiquei eufórico."

Jenkins diz que ofereceu dinheiro aos surfistas, mas eles aceitaram apenas ser convidados para um café.
"A parte externa da câmera ficou um pouco danificada pela areia, mas ela continua à prova d'água e havia 40 minutos de imagens que foram feitas pela câmera rolando pelo fundo do mar."

O surfista fez edições das imagens e as colocou no YouTube.

    Leia tudo sobre: surfeaustráliavida marinha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG