Programa estuda como transporte de umidade na atmosfera pode ser afetado pelas mudanças climáticas

Um projeto está mapeando os chamados “rios voadores”, o transporte de umidade pela atmosfera no Brasil. A água, quando evapora, forma grandes nuvens que são transportadas por correntes de ar. A quantidade de vapor d’água transportada por esse sistema pode chegar a mesma ordem de grandeza da vazão do rio Amazonas (200.000 m 3 /s).

As mudanças climáticas podem alterar este sistema e o objetivo do projeto é conectar o desmatamento na Amazônia – maior causa no país de emissão dos gases causadores do efeito estufa - com a precipitação de chuvas no restante do país.

Para se ter uma ideia da importância dos rios voadores nos efeitos climáticos, o projeto constatou que a cidade de Londrina, por exemplo, apresentou 40% a mais de umidade durante a passagem de um rio voador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.