Segundo estudo, flora e fauna marinha estão entre as mais ricas do mundo, mas também as mais ameaçadas. Assista ao vídeo



Exploração excessiva, poluição e o aumento das temperaturas por conta da mudança climática são algumas das causas que situam o Mar Mediterrâneo como o ecossistema mais ameaçado do planeta, segundo um estudo coordenado na pelo Conselho Superior de Pesquisas Científicas (CSIC).

De acordo com o recente censo de vida marinha, cerca de 17 mil espécies vivem atualmente no Mediterrâneo.

Ainda segundo o estudo, a sua flora e a sua fauna estão entre as mais ricas do mundo mas também são as mais ameaçadas do planeta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.